São Paulo tenta resgatar moral no Morumbi

Esquecer a derrota de quinta-feira,em Quito, para a Liga Deportiva Universitária (LDU) porincontestáveis 3 a 0 não será fácil para jogadores nem paratorcedores. Mas é preciso tentar recuperar parte do astralperdido no Equador, insistem os dirigentes e o técnico Cuca.Esse é o principal objetivo para a partida deste domingo, às 17horas, contra o União Barbarense, no Morumbi. O clima no vôo que trouxe a delegação de volta ao Brasil na sexta-feira, era de tristeza, como não poderia deixar deser. Só que o desânimo não era proporcional ao de um tropeço deprimeira fase de Libertadores, mas sim de final de Copa doMundo. Vários fatores pesaram: o fato de o time ter deixadoescapar longa invencibilidade de nove jogos, o placar elástico eo distanciamento do primeiro lugar do Grupo 4 da competiçãocontinental. A preocupação da comissão técnica é de que o baixoastral dure mais do que cinco dias e atinja a quarta-feira,quando o São Paulo vai receber a LDU no Morumbi. Nova derrotapoderá ser fatal. Por isso, Cuca, como bom psicólogo e motivador a exemplo do que sempre fez Luiz Felipe Scolari, já trata depôr pimenta no confronto com os equatorianos. Em suasentrevistas, dá a entender de que a equipe foi desrespeitada emQuito e de que faz questão de responder na bola. Com isso,procura mexer com o brio de seus atletas. Marco Aurélio Cunha, superintendente de Futebol, apostaque o grupo vai se refazer rapidamente do escorregão do meio desemana, por contar com gente experiente e acostumada a situaçõesdifíceis, como Rogério Ceni e Luís Fabiano, os alicerces dotime. A partida diante do União Barbarense pode servir paraque os jogadores resgatem a confiança - ou parte dela. E tambémpara que alguns reservas tenham chance de mostrar serviço."Espero jogar", afirmou o zagueiro Diego Lugano, que iniciou oano como titular, mas perdeu a vaga para Rodrigo. Depois dosdois gols de cabeça sofridos pela equipe contra a LDU, ouruguaio aparece com boas possibilidades de ganhar uma posição. O São Paulo, com 19 pontos, já está classificado para asquartas-de-final do Campeonato Paulista e não perde mais aprimeira colocação do Grupo 1. A Ponte Preta ainda pode atingira mesma pontuação, mas, mesmo assim, continuaria atrás noprimeiro critério de desempate, o número de vitórias. Cuca deve, assim, poupar alguns titulares, embora apreferência da diretoria fosse pela utilização da força máxima.Rogério Ceni, com dores na coxa direita, pode ser um dos queficarão fora. Luís Fabiano tampouco tem presença confirmada.

Agencia Estado,

07 de março de 2004 | 10h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.