Rubens Chiri/São Paulo FC
Rubens Chiri/São Paulo FC

São Paulo tenta sair da zona de rebaixamento diante de rival traiçoeiro

Dorival Junior muda o time e mostra preocupação com os contragolpes da Ponte Preta

Gonçalo Junior, O Estado de S. Paulo

09 de setembro de 2017 | 07h00

Depois de remoer a derrota para o Palmeiras por 4 a 2 nas últimas duas semanas, o São Paulo vai tentar sair da zona do rebaixamento diante de um time traiçoeiro. Esse foi o termo que o técnico Dorival Junior utilizou para descrever a Ponte Preta, rival deste sábado no Morumbi e que está quatro pontos acima na tabela (27 a 23). “A Ponte é uma equipe muito traiçoeira. Ela se prepara bem no seu campo de defesa e utiliza um contra-ataque muito forte”, disse Dorival. 

Para sair da zona da degola, o São Paulo precisa vencer e torcer por tropeços dos catarinenses e do Vitória. O Avaí visita o Sport, a Chapecoense recebe o Cruzeiro e a Vitória joga em casa com o Fluminense. 

O treinador não respondeu à questão mais frequente dos últimos jogos: a presença de Cueva. Embora tenha oscilado muito no clube, o meia vai bem nas Eliminatórias e fez até gol no penúltimo jogo do Peru. “Jogadores desse nível passam por um momento ou outro. Daqui a pouco ele encontra o melhor caminho”, desconversou. 

Lucas Fernandes pode entrar em seu lugar. Na zaga, outra dúvida: Bruno Alves e Lugano disputam a vaga de Arboleda, que está suspenso. Na lateral-direita, o volante Éder Militão vai jogar improvisado. “A semana foi proveitosa, e quero ver a evolução contra a Ponte, Foram duas semanas importantes”, disse o técnico. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.