São Paulo tenta se virar sem Luís Fabiano

O principal objetivo do São Paulo para o jogo de quarta-feira, contra o Fluminense, no Morumbi, é tentar suprir a ausência do atacante Luís Fabiano, que serve a seleção brasileira no amistoso contra a Hungria. A idéia do técnico Cuca é encontrar o quanto antes uma forma de a equipe jogar sem o seu artilheiro, que deverá servir constantemente o time de Parreira nas Eliminatórias para a Copa de 2006 e talvez também na Copa América, que será disputada no Peru entre 6 e 25 de julho. Por mais que o treinador afirme que mesmo com Luís Fabiano em campo seu time pode ser derrotado, a preocupação é em acertar um esquema sem o seu principal jogador. Contra o Criciúma, domingo, ele escalou Grafite e Jean, que atuou mais preso na área, atuando de maneira diferente de suas características."Não atuo na mesma posição do Luís Fabiano, mas estou aqui para ajudar o Cuca. O time sente muito a falta dele, porque é um jogador de área, finalizador, que os zagueiros adversários respeitam", disse Jean.Para o lateral Cicinho, recordista de assistências no São Paulo (8), por mais que Luís Fabiano faça falta, o time tem de aprender também a jogar sem ele. "Não podemos depender de um jogador. Precisamos atuar de várias maneiras. Ontem, o Danilo, o Grafite foram referência também, como o Luís Fabiano."

Agencia Estado,

26 de abril de 2004 | 18h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.