São Paulo tentará ter Alvaro Pereira em definitivo, diz Aidar

São Paulo tentará ter Alvaro Pereira em definitivo, diz Aidar

Presidente afirma desejo de compra do lateral, que tem multa estimada em 7 milhões de euros, e banca Dênis no gol em 2015

RAPHAEL RAMOS, O Estado de S. Paulo

22 de outubro de 2014 | 10h12

O presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, pretende contratar, no fim do ano, o lateral-esquerdo Alvaro Pereira em definitivo. O uruguaio pertence à Inter de Milão e está emprestado ao clube do Morumbi até junho de 2015. A multa rescisória do jogador está estipulada em 7 milhões de euros, aproximadamente R$ 22 milhões.

"É desejo do São Paulo é tê-lo em definitivo e faremos isso no período do recesso. Tentaremos antecipar a negociação. Não significa que vamos conseguir, mas vamos tentar”, disse o dirigente.

Alvaro Pereira tem sido bastante elogiado pelo técnico Muricy Ramalho e ganhou pontos com a diretoria na semana passada por atuar contra o Huachipato, pela Copa Sul-Americana, apenas 48 horas depois de ter defendido o Uruguai em amistoso contra Omã. “Ele é um jogador querido, que ganhou a simpatia da torcida e da diretoria. É extremamente raçudo e deu uma demonstração fantástica. Ele saiu do Catar, onde estava com a seleção uruguaia desembarcou de manhã no Chile e jogou à noite. Poucos profissionais fazem isso hoje em dia.”

Além de Alvaro Pereira, o presidente do São Paulo pretende contratar outros jogadores, mas descartou a hipótese de buscar um substituto para Rogério Ceni, que vai se aposentar em dezembro. “O São Paulo já definiu que vai seguir com o Dênis como seu goleiro para 2015. O Dênis nunca teve oportunidade de jogar sem a pressão natural da presença do Rogério Ceni. Ele terá de provar o seu valor a partir de janeiro e estamos apostando no Dênis como goleiro titular. É evidente que qualquer outra tentativa de contratação poderá ser feita na medida em que as oportunidades aparecerem, mas não no gol”, disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.