Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

São Paulo terá de fazer algo inédito para ir à final da Copa do Brasil

Ninguém derrotou o Santos por 3 gols na Vila em 2015

Leandro Nossa, O Estado de S.Paulo

28 de outubro de 2015 | 07h00

Ter que vencer por três gols de diferença na casa do adversário já é uma missão difícil. No caso do São Paulo, que enfrenta o Santos pelo jogo de volta das semifinais da Copa do Brasil nesta quarta-feira, a missão é quase impossível. Após perder a ida por 3 a 1, o Tricolor terá que fazer algo inédito em 2015: impor ao Santos uma derrota por três gols de diferença na Vila Belmiro.

A vitória por dois gols de diferença também serve para o time do Morumbi, mas apenas fazendo 4 ou mais gols, quantidade não tomada pelo Santos em nenhum jogo na Vila este ano. O alvinegro acumula um retrospecto invejável jogando como mandante neste ano. Em 32 partidas, são 27 vitórias, 4 empates e apenas uma derrota.

Para se classificar, o São Paulo pode até repetir o mesmo placar da única derrota sofrida pelo Santos em casa no ano, um 3 a 1 para o Grêmio no Brasileirão. Mas, precisaria vencer também o duelo nos pênaltis. Desde esta derrota para o Grêmio, a equipe santista soma 14 vitórias seguidas como mandante.

Jogando como visitante, o São Paulo conseguiu fazer o placar necessário para a classificação à final da Copa do Brasil por três vezes neste ano. Vitórias por 5 a 0 contra o Bragantino no Paulista, 4 a 0 contra o Vasco no Brasileiro e 3 a 0 no Ceará pela própria Copa do Brasil.

A única inspiração para o São Paulo nesta fase da Copa do Brasil é o Atlético-MG na edição do ano passado. O Galo foi derrotado pelo Flamengo por 2 a 0 na ida e revertou com um 4 a 1 na volta. Mas, naquela ocasião, os mineiros decidiram a classificação em casa.

Derrota do Santos em casa:

05/07/2015 - Santos 1x3 Grêmio

Vitórias do São Paulo por três ou mais gols de diferença fora de casa:

14/02/2015 - Bragantino 0x5 São Paulo

08/07/2015 - Vasco 0x4 São Paulo

26/08/2015 - Ceará 0x3 São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.