Rubens Chiri / São Paulo
Rubens Chiri / São Paulo

São Paulo treina com quase todo o elenco à disposição de Aguirre

Exceções na atividade desta quarta foram Araruna, em recuperação física, e Régis, que deverá ser desligado do clube

Renan Cacioli, O Estado de S. Paulo

03 Outubro 2018 | 15h41

O São Paulo voltou a treinar na manhã desta quarta-feira, no CT da Barra Funda, e contou com praticamente todos os jogadores do elenco à disposição do técnico Diego Aguirre. As exceções foram o volante Araruna, que continua se recuperando de lesão muscular, e o lateral-direito Régis, que deve ser desligado do clube oficialmente ainda nesta quarta.

Afastado desde o fim da semana passada devido a problemas pessoais, Régis terá seu contrato, que terminaria em abril de 2019, rescindido. Foi a segunda vez num intervalo de pouco mais de três meses que ele se ausentou do grupo. Na primeira oportunidade, em junho, o vínculo permaneceu apenas suspenso e, passado um mês, ele foi reintegrado à equipe. Ao todo, disputou 15 partidas pelo time principal, além de duas aparições no Campeonato Brasileiro de Aspirantes.

Sem a dupla, Aguirre fez o primeiro treino tático, em campo reduzido, visando o clássico contra o Palmeiras, neste sábado, às 18h, no Morumbi, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. A imprensa pôde acompanhar apenas 15 minutos da atividade, quando os atletas realizaram treinos físicos sob supervisão do preparador Fernando Piñatares.

Depois, segundo informado pela assessoria do clube, dois times realizaram um coletivo. Este tipo de treino vem sendo mantido em sigilo pelo técnico são-paulino, que prefere trabalhar nessas ocasiões com os portões do CT fechados aos jornalistas. A atividade mais uma vez contou com Everton no gramado, durante todo o tempo. Quem também trabalhou normalmente foi Nenê, dispensado do treino no dia anterior para resolver assuntos particulares.

Para o Choque-Rei, o São Paulo terá ainda o retorno do zagueiro Arboleda, que cumpriu suspensão na partida anterior, o empate (2 a 2) com o Botafogo, no Rio.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.