São Paulo vai pedir apoio a Zico

O São Paulo aposta na popularidade de Zico, técnico da seleção japonesa, para conseguir apoio da torcida durante o Mundial de Clubes da Fifa, de 11 a 18 de julho em Tóquio e Yokohama. "Eu e o Mílton Cruz somos muito amigos do Zico e vamos tentar que ele faça alguma manifestação de simpatia ao São Paulo durante o campeonato", diz Marco Aurélio Cunha, superintendente de futebol do São Paulo. É possível que diretores visitem Zico durante o Mundial, presenteando-o com uma camisa do São Paulo.Além de Zico, o São Paulo pode recorrer a jogadores como Careca e Oscar, ídolos históricos do clube e que atuaram com sucesso no futebol japonês. "Além disso, vamos fazer o possível para levar uma boa torcida ao Japão. Estamos analisando pacotes turísticos compatíveis financeiramente com parte da torcida", diz Marco Aurélio.Ele embarca quarta-feira para o Japão, onde participará, com Marcos Freire, assessor do departamento de Planejamento, do sorteio das chaves do Mundial, que será comandado pelo suíço Urs Linsi, secretário-geral da Fifa. "Vamos procurar hotéis e campos de treinamento para que o São Paulo se sinta em casa durante o Mundial", afirma Freire, chamado de "embaixador do São Paulo" por Juvenal Juvêncio por conta de seu trabalho nos bastidores das competições que o São Paulo disputa."A idéia é já ir tratando da logística da viagem. A maior possibilidade é que o São Paulo chegue ao Japão cinco dias antes da abertura do Mundia", diz Freire.O São Paulo estréia no dia 14, em Tóquio, e despede-se do Brasileiro, dia 4, contra o Atlético-PR, no Morumbi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.