Nelson Perez/Divulgação
Nelson Perez/Divulgação

São Paulo vai voltar à carga por Wagner no Brasileiro

Clube não desistiu de ter o meia e projeta nova ofensiva em breve

Fernando Faro, O Estado de S. Paulo

19 de fevereiro de 2014 | 05h00

SÃO PAULO - O desfecho negativo das negociações entre São Paulo e Fluminense não quer dizer que os clubes não falarão mais sobre a troca entre Wagner e Osvaldo. O Tricolor paulista, por sinal, não desistiu de contratar o meia e projeta uma ofensiva para tê-lo no Campeonato Brasileiro. Osvaldo, mais uma vez, deve ser apresentado como moeda de troca.

Os clubes interromperam as conversas porque o prazo para inscrições nos campeonatos Paulista e Carioca terminaram às 18hs de terça-feira e ninguém acreditava ser possível costurar o acordo com os atletas tão rapidamente, mas o São Paulo estava disposto a trazer Wagner mesmo sem poder utilizá-lo no Estadual; como o Fluminense não abria mão de contar com Osvaldo, desistiu da empreitada.

Foi Muricy Ramalho quem pediu a contratação do meia, atualmente reserva de Conca nas Laranjeiras. O objetivo é dar um concorrente de peso a Paulo Henrique Ganso, que pouco vem produzindo neste início de temporada e não tem mais Jadson para brigar pela vaga. Existe a preocupação da diretoria de que o titular se acomode.

Uma pendência a ser resolvida é o tempo de contrato a ser oferecido: o São Paulo queria Wagner por 18 meses, a exemplo do que acertou com Pabon e Alvaro Pereira. O Fluminense esperava um acerto por apenas uma temporada e resistiu à investida. Como o vínculo dos jogadores se encerra no fim de 2016, uma solução é prorrogá-lo por mais seis meses e assim evitar que eles assinem um pré-contrato com outro clube.

Depois de um início bastante tímido e recheado de decepções como Jucilei, Rafael Sobis e Vargas, São Paulo deslanchou no mercado e trouxe Luis Ricardo, Alvaro Pereira, Souza, Pabon e Alexandre Pato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.