São Paulo vence Botafogo por 4 a 1

O São Paulo venceu o Botafogo por 4 a 1, nesta quarta-feira à noite, no Maracanã, e está muito próximo da conquista de um título inédito em sua história, o do Torneio Rio-São Paulo. O time pode perder o jogo de volta por até dois gols de diferença na próxima quarta-feira, no Morumbi. Se perder por três de diferença, a decisão irá aos pênaltis. Uma vitória por quatro gols ou mais de diferença dará o título ao Botafogo, campeão do Rio-São Paulo em 1962, 1964, 1966 e 1998.Além de um prêmio de R$ 3,4 milhões, o primeiro colocado assegura vaga na Copa dos Campeões, torneio que será disputado em julho e que classifica o campeão para a Libertadores da América de 2002. O vice do Rio-São Paulo leva R$ 2,8 milhões.O jogo começou com os times jogando em alta velocidade. Aos 5 minutos, o zagueiro Rogério Pinheiro tocou involuntariamente o braço direito na bola, num cruzamento. Os botafoguenses pediram pênalti.Dois minutos depois, França perdeu a melhor oportunidade do São Paulo no primeiro tempo: o centroavante recebeu um ótimo passe de Luís Fabiano na entrada da grande área e, sozinho diante de Wagner, tentou encobrir o goleiro, que fez a defesa.Com Donizete sem inspiração e Taílson isolado na grande área, o Botafogo tentava o gol em cobranças de faltas e chutes de longa distância de Rodrigo e Souza. O time do São Paulo, jogando em contra-ataques, teve boas oportunidades com Alexandre, aos 35 minutos, e Luís Fabiano, aos 37. O Botafogo, no entanto, criou sua melhor chance de gol aos 43 minutos. Num cruzamento rasteiro de Donizete, Roger cortou com o pé direito. No rebote, o goleiro, que substitui o titular Rogério Ceni, na seleção brasileira, fez outra grande defesa. "A equipe tem de acordar, esquecemos de jogar. Precisamos de mais alegria, como nas últimas partidas", dizia o goleiro ao final do primeiro tempo.No intervalo de jogo, o técnico Oswaldo Alvarez pediu aos laterais Belletti e Gustavo Nery avançassem com mais rapidez no segundo tempo. Os gols que não aconteceram no primeiro tempo, saíram no início da segunda etapa. Aos 4 minutos, Carlos Miguel recebeu passe de Luís Fabiano na entrada da pequena e tocou no canto esquerdo do goleiro Wagner.Os são-paulinos ainda comemoravam quando Rodrigo empatou a partida, num chute forte, de fora da grande área, que encobriu o goleiro Roger. Aos 6 minutos foi a vez de Luís Fabiano marcar. Ele aproveitou uma bola rebatida por Wagner em cobrança de falta para fazer 2 a 1. O terceiro gol do São Paulo foi feito por França, de cabeça, aos 17 minutos, aproveitando um excelente cruzamento do chileno Maldonado pela direita. Luís Fabiano deixou mais cômoda a situação para o time paulista com um gol aos 40 minutos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.