Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

São Paulo vence clássico contra Santos

A emoção que faltou em Interlagos, no Grande Prêmio do Brasil de Fórmula-1, sobrou no Morumbi. Com gol de Grafite, o São Paulo levou a melhor no clássico contra o Santos neste domingo e embolou definitivamente a classificação do Campeonato Brasileiro. O time de Emerson Leão conquistou a quinta vitória seguida, chegou a 65 pontos, junto com o São Caetano, e ficou a quatro do líder Atlético-PR. O Santos perdeu a chance de reassumir a primeira posição e segue em 2º, com 68.Com velocidade no ataque, o Santos pressionou mais e deu a impressão de que poderia marcar o primeiro gol a qualquer momento. Mas foi o São Paulo quem abriu o placar. Aos 31 minutos, Fabão deu um chutão para a área - embora alguns tenham visto um cruzamento - e Grafite deu sorte: ganhou a dividida de cabeça com Leonardo e surpreendeu Mauro. A bola foi no ângulo. A oportunidade mais perigosa do Santos veio sete minutos depois, quando Robinho passou por três zagueiros e serviu Elano, que, livre, chutou forte, mas Rogério Ceni fez ótima defesa.O time de Vanderlei Luxemburgo voltou com alterações para a etapa final - Zé Elias e Basílio nos lugares de Preto Casagrande e Elano -, mas não mudou a forma de jogar: tomou iniciativa, trocou passes rápidos no ataque e deu trabalho a Rogério. Aos 9, o goleiro ficou frente à frente com Robinho, e fez defesa difícil, com os pés, e evitou o empate.Se de um lado o maior atacante do Santos esteve apagado, do outro, Grafite foi o melhor do São Paulo. Não apenas por ter balançado as redes, mas porque criou várias chances de gols, se movimentou muito, ajudou na marcação e até sofreu pênalti de André Luís - não marcado por Wilson Luis Seneme.Nos minutos finais, o time da Vila Belmiro foi todo para frente, tentando a igualdade, mas o São Paulo, com surpreendente tranqüilidade, soube garantir o resultado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.