São Paulo vence; Criciúma reclama

O resultado foi mais importante que a qualidade do futebol ? longe de empolgar os pouco mais de 3 mil pagantes. O São Paulo sofreu e contou com falhas da arbitragem para derrotar o Criciúma por 2 a 0, nesta quinta-feira, no Morumbi, e chegar ao quarto lugar no Campeonato Brasileiro, com 44 pontos ? ao lado de Santos e Ponte Preta ? e se aproximar um pouco mais do líder Palmeiras, que tem 46.Em parte pela marcação fechada do adversário, mas muito devido à falta de criatividade do seu meio-campo, o São Paulo encontrou dificuldades para chegar ao ataque. Restavam as tentativas pelas laterais, com Cicinho e Fábio Santos. Aos 6 minutos, após cruzamento da esquerda, Grafite tocou fraco de cabeça, para fácil defesa de Fabiano.Preocupado apenas em não perder, o técnico Vágner Benazzi escalou quatro volantes e apenas Marcos Denner na frente. Mesmo com a fragilidade da defesa paulista, foi pouco para ameaçar Rogério Ceni, que não trabalhou na etapa inicial.Nas raras vezes em que Danilo tentou lances de maior habilidade, o ataque não aproveitou ? tanto que Cuca cansou de gritar, à beira do gramado, para que Grafite participasse mais do jogo. O atacante demorou, mas atendeu o treinador. Aos 39, Vélber levantou para Cicinho dentro da área. O lateral pensou rápido e tocou de cabeça, para trás, e Grafite bateu de primeira, no canto do goleiro: São Paulo 1 a 0.O Criciúma voltou mais disposto na etapa final e deixou espaços para o time da casa. Aos 13, Vélber tocou de calcanhar para Grafite, que chutou de fora da área e levou perigo. Arriscando-se mais ao ataque, os catarinenses quase empataram aos 21. Num lançamento na área, Lugano perdeu a dividida de cabeça e a bola sobrou para Luciano Almeida, que acertou a trave esquerda de Rogério Ceni. Antes disso, porém, os catarinenses reclamaram de um gol mal anulado pelo árbitro baiano Lourival Dias Filho. Marcos Denner recebeu em posição legal e completou para o gol. O árbitro, equivocadamente, marcou impedimento. Em seguida, alegou que havia interrompido a jogada antes da conclusão para o gol.Num lance irregular, o São Paulo definiu a vitória. Grafite roubou a bola da defesa e lançou Danilo, que foi derrubado por Ronaldo fora da área. Mas Lourival Dias Filho, mal colocado, marcou pênalti. Na cobrança, Grafite bateu, mas Fabiano defendeu. Gabriel, que entrara 20 minutos antes, no lugar de Vélber, aproveitou o rebote e ampliou.Era tarde para qualquer reação catarinense. Menos mal para o São Paulo, que tentará avançar na tabela contra o Fluminense, domingo, em Volta Redonda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.