Rafael Arbex/ Estadão
Rafael Arbex/ Estadão

São Paulo supera o Cruzeiro e cola nos primeiros colocados

Time faz 1 a 0, gol de Alexandre Pato, e sobe na classificação

CIRO CAMPOS, O Estado de S. Paulo

26 de julho de 2015 | 18h17

A campanha do São Paulo no Campeonato Brasileiro continua como uma grande gangorra de resultados. Pelo menos neste domingo foi a fez de voltar a vivenciar o ponto alto dessa trajetória irregular, contar com tropeços de concorrentes diretos e colar nos líderes graças à vitória por 1 a 0 sobre o Cruzeiro, no Morumbi.

O resultado, que levou o time tricolor aos 27 pontos, garante a recuperação depois da derrota para o Sport, mas foi conquistado sem brilhantismo e em um jogo ruim. O São Paulo marcou no primeiro tempo e recuou tanto na etapa final que terminou a partida com quatro zagueiros. Já o Cruzeiro estacionou nos 17 pontos e segue próximo da zona de rebaixamento da tabela.

A falta de uma boa sequência é principalmente a oscilação do time dentro das partidas, como neste domingo. Mesmo no Morumbi, pareceu cochilar em campo em alguns momentos e sem dar intensidade ao jogo, deu chance para o Cruzeiro atacar e merecer o empate no segundo tempo.

O técnico Juan Carlos Osorio precisou mexer bastante na equipe para compensar as ausências de Luis Fabiano e Ganso, suspensos. Pela primeira vez o colombiano não contou com a dupla e optou por fazer mudanças táticas que confundiram a equipe.

Rodrigo Caio voltou a ser zagueiro e fez Lucão se deslocar para volante. Centurión como homem de referência era obrigado a jogar de costas para a defesa e assim, perdia a chance de usar o drible e a velocidade, suas principais armas.

Escolhido como o substituto de Ganso, Boschilia não conseguiu ajudar o time a criar e como o Cruzeiro estava muito recuado, o jogo ficou monótono. Os donos da casa tinham mais posse de bola e disposição para atacar, embora faltasse criatividade e sobrasse sempre algum contra-ataque perigoso pelo lado esquerdo.

Os primeiros 40 minutos não cativaram a torcida e somente no fim do primeiro tempo o jogo começou para valer. Os goleiros finalmente passaram a ter trabalho e, depois de uma boa defesa de cada lado, Carlinhos cruzou, Alexandre Pato tentou cabecear, mas a bola entrou direto, no canto de Fábio.

A vantagem não deixou o jogo mais tranquilo para o São Paulo no segundo tempo. Como estava na frente, o time deixou o Cruzeiro mandar.

O lateral Mayke e o atacante Leandro Damião entraram somente para apostar nos cruzamentos. Se existisse justiça no futebol, o correto seria o jogo ter acabado em empate.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 1 X 0 CRUZEIRO

SÃO PAULO - Rogério Ceni; Thiago Mendes, Rafael Toloi, Rodrigo Caio e Carlinhos; Lucão, João Schimidt (Hudson) e Boschilia (Edson Silva); Michel Bastos, Alexandre Pato (João Paulo) e Centurión. Técnico: Juan Carlos Osorio.

CRUZEIRO - Fábio; Ceará (Mayke), Paulo André, Manoel e Fabrício; Charles, Henrique, Marinho, Marcos Vinícius (Gabriel Xavier) e Willian; Vinícius Araújo (Leandro Damião). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

GOL - Carlinhos, aos 44 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (PE).

CARTÕES AMARELOS - Fabrício.

RENDA - R$ 740.897,00.

PÚBLICO - 29.719 pagantes.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoSão Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.