Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

São Paulo vence e encosta nos líderes

O São Paulo derrotou o Paysandu por 1 a 0, neste sábado, no estádio Benedito Teixeira, em São José do Rio Preto - o clube jogou no interior para cumprir punição pela perda do mando de campo. Com o gol de Luís Fabiano, a equipe paulista encostou nos dois líderes do Campeonato Brasileiro, Santos e Cruzeiro. Tem agora 53 pontos, contra 55 dos outros dois adversários pelo título.Além da vitória, o São Paulo foi favorecido pelo empate do Santos, também neste sábado, contra o Fortaleza - já o Cruzeiro fez sua parte e ganhou do Guarani por 4 a 1. Enquanto isso, o Paysandu permanece com seus 36 pontos.O técnico Rojas e seu auxiliar Milton Cruz até se reuniram para decidir a melhor maneira de aproveitar Ricardinho, que voltou ao time do São Paulo após ficar um mês se recuperando de contusão muscular. A opção foi dar liberdade total ao meia. Como não tinha ritmo por causa do tempo parado, cuidando da fibrose na sua coxa esquerda, ele teve liberdade absoluta para atuar entre Luís Fabiano e Kléber. Não precisava marcar. Era o espaço que Kaká ocupava.Mas, com a volta do meia, aconteceu o previsto. O São Paulo se mostrou uma equipe pensa, forçando pela esquerda. Canhotos, Gustavo Nery, Fabiano e Ricardinho forçavam para o lado que têm mais confiança para conduzir a bola.Só que Ivo Wortmann preparou o Paysandu para marcar o setor. O treinador simplesmente congestionou o espaço que o time paulista iria atacar. O São Paulo não tinha opção pela direita. Fábio Simplício, improvisado na lateral, se limitava a defender. Irritados pela dificuldade em atacar, os jogadores paulistas passaram a dar chutões, esquecendo o toque de bola."Assim não dá. Temos de buscar as tabelas. Chutões de qualquer maneira não resolvem", criticou Ricardinho no intervalo.O time paulista voltou mais consciente no segundo tempo. Ricardinho suportou apenas mais 15 minutos. E logo aos 22, graças à insistente jogada pela esquerda, saiu o gol. Fabiano cruzou e Luís Fabiano, livre, cabeceou forte: 1 a 0 para o São Paulo. Foi seu 19º no Brasileiro.A vantagem deu confiança ao time de Rojas, que passou a pressionar ainda mais os paraenses. Luís Fabiano chegou a acertar a trave e o goleiro Carlos Germano evitou vários outros gols. Mas a vitória são-paulina já estava garantida.

Agencia Estado,

30 de agosto de 2003 | 19h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.