São Paulo vence e pega o Nacional-URU nas oitavas-de-final

Zagueiro Alex Silva marca o gol da vitória sobre o Atlético Nacional-COL pela Copa Libertadores

André Rigue, estadao.com.br

23 de abril de 2008 | 23h50

Não foi a apresentação que o torcedor esperava, mas o São Paulo derrotou na noite desta quarta-feira o Atlético Nacional, da Colômbia, por 1 a 0, no Estádio do Morumbi. Com o resultado, o clube garantiu a liderança do Grupo 7 da Copa Libertadores. O adversário do tricolor nas oitavas-de-final será o Nacional, do Uruguai.  Veja também: Classificação  Calendário e resultados Bate-Pronto: Análise das oitavas-de-final Alex Silva: 'Decidir em casa faz a diferença na Libertadores' Na classificação geral, o São Paulo acaba na oitava posição, como o pior dos primeiros colocados. Já o Nacional, que nesta quarta derrotou o Cienciano por 3 a 1, termina como o melhor dos segundos colocados - para ter uma idéia, os uruguaios somaram 12 pontos, enquanto o tricolor obteve 11. Eliminado nas semifinais do Campeonato Paulista pelo Palmeiras, o São Paulo terá um bom tempo de preparação para as oitavas-de-final. O técnico Muricy Ramalho poderá intensificar o treinamento e bolar algo diferente da "manjada" bola área, até aqui a única grande força do time. ALEX SILVA NA REDEO São Paulo entrou em campo nesta quarta-feira pressionado. A derrota para o Palmeiras, ainda mais com o episódio do gás, estava engasgado na garganta dos jogadores. A torcida, que compareceu em número regular, queria uma boa atuação do time para esquecer a eliminação no Paulistão. Se não ganhasse do Atlético Nacional, o São Paulo dependeria de uma derrota do Audax Italiano-CHI para o Sportivo Luqueño-PAR. Mas os jogadores nem se preocuparam com o jogo dos chilenos, uma vez que eles foram facilmente derrotados pelos paraguaios (4 a 1) e terminaram em terceiro lugar na chave. O São Paulo não esteve 100% nesta quarta e concentrou as jogadas nas bolas áreas. O gol surgiu aos 39 minutos do prim São Paulo1Rogério Ceni; Alex Silva, André Dias (Éder) e Miranda    ; Zé Luís, Richarlyson, Hernanes, Éder Luís (Fábio Santos) e Jorge Wagner; Borges (Dagoberto) e AdrianoTécnico: Muricy RamalhoAtlético Nacional0Ospina; Zúñiga, Díaz, Moreno e Martínez; Chará    , Amaya, Ramírez (Vélez) e Córdoba (Murillo); Villagra (Valencia) e GalvánTécnico: Oscar QuintabaniGols: Alex Silva, aos 38 minutos do primeiro tempoÁrbitro: Carlos Torres (PAR)Horário: Morumbieiro tempo. Em cobrança de escanteio de Jorge Wagner - como esse jogador bate bem na bola -, Alex Silva aproveitou o rebote para mandar de cabeça para o fundo das redes. No segundo tempo, o São Paulo reduziu o ritmo e apenas jogou no erro do Atlético. O clube criou boas chances para ampliar o marcador, com Alex Silva - o zagueiro surgiu por várias vezes como homem surpresa -, com Adriano e Borges. Os colombianos assustaram em alguns chutes de longe. REFORÇOS?Para manter o sonho do tetracampeonato da Libertadores ainda mais forte, o técnico Muricy Ramalho espera receber reforços para as oitavas-de-final. O presidente Juvenal Juvêncio, antes de ser reeleito para mais três anos, disse que o clube poderia fechar com dois nomes.

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo FCCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.