São Paulo vence na estréia da Libertadores

Quase dez anos depois de ter deixado escapar, nos pênaltis, o tricampeonato da Libertadores, o São Paulo reiniciou sua luta pelo terceiro título continental com difícil, mas importante, vitória sobre o Alianza, por 2 a 1, nesta quarta-feira, em Lima, no Peru. O resultado põe a equipe na primeira colocação do grupo 4, com 3 pontos, ao lado da Liga Deportiva Universitária, do Equador, que venceu o Cobreloa na terça.O destaque do triunfo foi justamente o jogador que mais sonha com esse título internacional. Rogério Ceni, que já fez história no clube, mas nunca computou no currículo, como titular, uma conquista de grande expressão, mostrou segurança com boas defesas e foi decisivo ao marcar belo gol de falta no primeiro tempo, abrindo o placar. "Fico feliz por ter ajudado", disse o goleiro.O São Paulo, no entanto, não tinha o controle do jogo e mostrava deficiência nas bolas altas. Foi de cabeça que Vílchez empatou a partida. O técnico Cuca preferiu deixar Lugano, bom cabeçeador, no banco e escalou Fabão como titular. Ele e Rodrigo tiveram atuação apenas regular. O confronto apresentou baixo nível técnico. Os peruanos, na base da força de vontade, conseguiram frear o meio-campo do time brasileiro. Gustavo Nery não fez quase nada e Marquinhos tampouco criou jogadas de perigo. Ambos acabaram substituídos na segunda etapa por Jean, ex-Ponte Preta, e Danilo.Nenhuma das equipes levava grande vantagem. Predominava o equilíbrio. Os são-paulinos, porém, tiveram mais sorte e competência. Faltando pouco mais de 20 minutos para o fim, Fabão aproveitou rebote do goleiro Butrón e marcou, de cabeça, o gol da vitória são-paulina. "Foi importante quebrar a ansiedade da estréia e começar com uma vitória", festejou Luís Fabiano, que não brilhou como nos últimos jogos.O São Paulo volta a campo pela Libertadores no dia 26, contra o Cobreloa, no Morumbi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.