Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Sergio Barzaghi/Gazeta Press

São Paulo vence, não sofre gol, e garante primeiro lugar do grupo no Paulistão

Tricolor não é vazado após 13 partidas consecutivas levando gols

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

29 de março de 2017 | 23h52

Depois de 13 partidas seguidas sofrendo gols, o São Paulo mostrou força defensiva e não tomou gol, e no ataque o artilheiro Gilberto fez seu oitavo gol na temporada e garantiu a vitória por 1 a 0 sobre o São Bernardo, fora de casa, com um time sem titulares e com dois pênaltis claros não marcados pela arbitragem.

O resultado deixou o time do Morumbi na primeira colocação do Grupo B do Campeonato Paulista e terá a vantagem de receber o segundo jogo das quartas de final contra o Linense no mata-mata. Nesta quinta-feira a Federação Paulista de Futebol definirá os dias e horários dos confrontos da fase final. Já o time do ABC foi rebaixado para a Série A-2.

Como já era esperado, o técnico Rogério Ceni optou por colocar em campo um time completamente reserva, já que não pôde contar com Sidão, Bruno e Lucas Fernandes, machucados, Wellington Nem, suspenso, Thiago Mendes, poupado, além de Lucas Pratto, Buffarini e Cueva, que estavam nas seleções nacionais.

Desta forma, ele também mudou a formação da equipe, jogando com três zagueiros e um meio de campo com seis jogadores, sendo quatro deles volantes. No ataque, Chavez jogava mais isolado, com o meia Shaylon tentando se aproximar. Com isso, o time sofreu para criar as jogadas de ataque, mas a defesa teve poucos sustos.

A primeira chance da partida veio em um chute de Alyson, que exigiu uma ótima defesa de Denis. No rebote, Geandro chutou forte, a bola bateu na trave, tocou em Lugano e voltou para as mãos do goleiro do São Paulo. Os dois times marcavam muito e quase não tinham chances claras de gol.

A melhor oportunidade do São Paulo no primeiro tempo veio em uma cabeçada de Chavez, que tocou na mão de Anderson Conceição e foi para escanteio. O juiz deveria ter marcado pênalti, mas o lance foi muito rápido e ele deixou seguir. Já o São Bernardo respondeu em outro chute de média distância, que Denis defendeu em dois tempos.

Na etapa final, a partida se manteve na mesma toada do primeiro tempo, com pouca ousadia das equipes e muita preocupação com a marcação. Do lado tricolor, Denis brilhava e aos 20 salvou o time novamente, em uma cabeçada à queima-roupa. A resposta veio aos 32, quando Anderson Conceição tocou com a mão na bola dentro da área, mas novamente o juiz não marcou pênalti, para reclamação dos são-paulinos.

Aos 35, quando Neilton mandou um chute forte de fora da área e exigiu uma ótima defesa de Daniel. Só que aos 40, em um ataque do São Paulo, Gilberto recebeu na área e chutou, abrindo o placar. A partir daí, o jogo ficou aberto, Neilton teve chance de ampliar e Denis parou uma linda cobrança de falta de Edno com ótima defesa. O São Bernardo ainda mandou uma bola no travessão, mas não conseguiu empatar.

FICHA TÉCNICA

SÃO BERNARDO 0 x 1 SÃO PAULO

SÃO BERNARDO: Daniel; Edimar, João Francisco (Willian) e Anderson Conceição; Eduardo (Felipe Matteus), Marcinho, Geandro, Rafael Costa e Alyson (Rodolfo); Edno e Walterson. Técnico: Sérgio Vieira.

SÃO PAULO: Denis; Lucão, Lugano e Douglas (Cicero); Araruna, Wesley, Wellington (Neilton), Shaylon, João Schmidt e Júnior Tavares; Chavez (Gilberto). Técnico: Rogério Ceni.

Gol: Gilberto, aos 40 minutos do 2º tempo.

Juiz: Vinicius Gonçalves Dias Araújo.

Cartões amarelos: Edimar, Anderson Conceição, Willian, Douglas e João Schmidt.

Renda e público: não divulgados.

Local: Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.