São Paulo vence o América-RN e encosta no líder Botafogo

Com a vitória por 1 a 0, time paulista chega a 28 pontos, mas não é líder por causa do saldo de gols

29 de julho de 2007 | 20h10

Diante do time de pior campanha dentro de casa no Brasileirão - com apenas uma vitória - o São Paulo venceu o América-RN, por 1 a 0, neste domingo, no Machadão, pela 15.ª rodada do campeonato, manteve a vice-liderança do campeonato, ao lado do líder Botafogo, com 28 pontos, mas com saldo de gols inferior (12 a 9). O resultado também marcou a terceira vitória seguida do time, feito inédito do time neste campeonato.   Veja também:  A classificação da Série A   Com a derrota, a 11.ª neste campeonato, o América segue na lanterna da tabela, com 10 pontos, seis atrás do Corinthians, o último eventualmente salvo do rebaixamento.   O América começou pressionando o São Paulo, tocando bem a bola no campo de ataque, mas parando na marcação são-paulina. O time tricolor, por sua vez, se fechou e tentou jogar na base dos contra-ataques, ou numa jogada de bola parada.   Depois de passar por dois sustos, foi o São Paulo que abriu o placar, em sua terceira tentativa de fazê-lo. Após escanteio, cobrado por Jorge Wagner, Richarlyson ganhou dos zagueiros e do goleiro Renê para desviar de cabeça para o gol.   Já vencendo, no segundo tempo, foi o São Paulo quem buscou o ataque no principio. A situação assim permaneceu até pouco mais da metade do segundo tempo, quando o América resolveu tentar o empate.   Pressionado, assim como no primeiro tempo, o São Paulo ficou com a opção do contra-ataque. A tática quase deu certo aos 31, quando Diego Tardelli recebeu na frente, se livrou do mesmo zagueiro três vezes e bateu no canto. A bola saiu à direita do gol, rente à trave.   O São Paulo ainda poderia ter saído com um vitória mais folgada. Aos 44, Hugo recebeu livre na direita, invadiu a área e cruzou rasteiro para a chegada de Souza que, sem nenhuma marcação, furou. No complemento, Diego Tardelli bateu e isolou.   Após o apito final, o zagueiro Edson Borges agrediu Diego Tardelli na lateral do campo. O árbitro Luis Antônio Silva Santos viu e expulsou o jogador do América, apesar dos protestos dos outros atletas, do banco de reservas, e do técnico Marcelo Veiga.   Na próxima rodada, o América visita o Botafogo, no Engenhão, na quarta-feira. No dia seguinte, o São Paulo recebe o Juventude, no Morumbi.   AMÉRICA-RN 0 x 1 SÃO PAULO   América-RN - Renê; Edson Borges   , Carlos Eduardo e Cris; Eduardo (Leandro Senna), Marquinhos (Beá); Reinaldo (Adriano Peixe), Souza e Marcio Goiano; Geovane e Paulo Isidoro. Técnico: Marcelo Veiga.   São Paulo - Rogério Ceni; Reasco   , André Dias (Breno), Miranda e Richarlyson; Josué, Hernanes, Jorge Wagner    e Souza; Leandro (Hugo) e Borges (Diego Tardelli). Técnico: Muricy Ramalho.   Gol - Richarlyson, aos 28 minutos do primeiro tempo.Árbitro - Luis Antônio Silva Santos/RJ.Renda e público - não disponíveisLocal - Estádio Machadão, em Natal (RN).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.