Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

São Paulo vence o Avaí por 2 a 0 e encosta no Palmeiras

Com gols de Dagoberto e Hugo, time de Ricardo Gomes ganha no Morumbi e fica um ponto atrás do líder

Tercio David, estadao.com.br

12 de setembro de 2009 | 20h31

Pragmático, o São Paulo afastou o fantasma Avaí e venceu a surpreendente equipe catarinenses por 2 a 0 neste sábado, no Morumbi, pela 24.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Veja também:

link Rogério sente tornozelo, mas diz não se preocupar

som Ouça os gols no Território Eldorado: São Paulo 1 x 0 | 2 x 0

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Com a vitória, o time de Ricardo Gomes chegou a 43 pontos, mantém o terceiro lugar, apenas um ponto atrás do líder Palmeiras. No meio deles, o Internacional vem também com 42 pontos, mas com mais vitórias que a equipe tricolor.

Já o Avaí, que no começo do campeonato lutava para não ser rebaixado, permaneceu com 34 pontos e perdeu a chance de se aproximar ainda mais dos líderes.

Na próxima rodada, o São Paulo visita o Santo André, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, no domingo. No mesmo dia, o Avaí recebe o Barueri, na Ressacada.

PRAGMATISMO

Tanto São Paulo quanto Avaí apostaram no pragmatismo para vencer. Enquanto o time paulista tocou a bola lateralmente em busca de espaço para atacar, a equipe catarinense se postou bem na zaga, apostando nos contra-ataques, principalmente pela direita.

 SÃO PAULO 2
Rogério Ceni; Renato Silva, Miranda e Rodrigo; Jean, Arouca, Jorge Wagner, Marlos (Hugo) e Junior Cesar; Dagoberto (Zé Luis) e Borges (Washington)
Técnico: Ricardo Gomes
 AVAÍ 0
Eduardo Martini; Rafael, Augusto e Émerson; Luís Ricardo      (Fabinho Capixaba), Ferdinando, Léo Gago (Roberto), Marquinhos e Eltinho; Muriqui e Leonardo (Caio)
Técnico: Silas
Gols: Dagoberto, a 1, e Hugo, aos 39 minutos do segundo tempo.

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa/RS)

Renda e público: não disponíveis

Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP)

Apesar de jogar mais à frente, o São Paulo não conseguiu impor pressão à zaga avaiana, facilitando a vida do goleiro Eduardo Martini, que praticamente não trabalhou na primeira etapa.

Logo no começo do segundo tempo, o São Paulo desistiu de apenas tocar a bola e decidiu que iria abrir o placar. Ainda no primeiro minuto, Júnior Cesar cruzou da direita, Borges desviou, Marlos não conseguiu dominar, mas acabou ajeitando para Dagoberto mandar uma bomba no canto.

Mantendo o pragmatismo, o São Paulo ampliou. Fazendo uso do banco de reservas, a equipe do Morumbi chegou ao segundo gol com Hugo, após cruzamento de Dagoberto, aos 39.

DUVIDOSO

O Avaí poderia ter aberto o placar aos 37 do primeiro tempo, mas o árbitro marcou um impedimento duvidoso. Marquinhos bateu falta na área do São Paulo, Emerson cabeceou firme para grande defesa de Rogério Ceni. Na sobra, Rafael botou para dentro, mas Leandro Pedro Vuaden anulou, alegando irregularidade no primeiro lance.

O São Paulo também teve do que reclamar. Logo após marcar o seu primeiro gol, o time do Morumbi poderia ter ampliado, após uma batida de falta de Jorge Wagner na área, que Marquinhos raspou contra o próprio gol. Porém, o árbitro anulou o lance e marcou impedimento inexistente de Borges.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.