J. F. Diorio/AE
J. F. Diorio/AE

São Paulo vence o Guarani por 2 a 1 e mantém bom momento no Brasileirão

Equipe tricolor chega aos 34 pontos; Marlos e Ricardo Oliveira marcaram os gols

Alan Rafael Villaverde, estadão.com.br

22 de setembro de 2010 | 21h23

SÃO PAULO - O São Paulo venceu o Guarani por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, no Morumbi, em partida válida pela 24.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Veja também:

linkBrasileirão - tabela Classificação / lista Tabela

somRádio Eldorado/ESPN - São Paulo 1x0 / 1x1 Guarani / São Paulo 2x1

linkApós vitória, São Paulo reclama de pênalti 'inexistente'

Com o resultado, o São Paulo chega aos 34 pontos, e se mantém na briga pelas primeiras colocações na competição, mas ainda longe do G-3 (leia aqui a mudança da Conmebol com relação às vagas brasileiras para a Libertadores de 2011), já que o Fluminense possui 42 pontos. Já o Guarani continua com 30, numa posição intermediária.

Além de manter o bom momento, o resultado dá mais força ao técnico Sergio Baresi, que agora tem de conviver com a possibilidade de um acerto do São Paulo com Dorival Jr, que foi demitido do Santos após o imbróglio envolvendo a suspensão do atacante Neymar.

ENTROSAMENTO. O ímpeto demonstrado na segunda etapa da vitória por 2 a 0 sobre o Palmeiras - no último domingo - esteve presente no primeiro tempo. O São Paulo, com rápidos contra-ataques, dominou a equipe campineira.

Lucas mais uma vez liderou a equipe, com dribles precisos e bom entrosamento com Marlos e Fernandão. Mas foi Richarlyson o responsável pela primeira boa jogada. Aos 10, o volante - improvisado na lateral-esquerda - deu um belo chapéu em seu marcador e chutou forte. O gol não aconteceu por conta de Rodrigo Heffner, que tirou a bola na linha da meta bugrina.

Aos 14, no entanto, o São Paulo abriu o placar. Casemiro encontra Marlos que, após um belo drible, chutou forte para vencer o goleiro Douglas. O Guarani buscou o empate três minutos depois, mas Rogério Ceni evitou ao defender o chute de Baiano.

Os dois, no entanto, novamente se enfrentariam. Aos 45, o árbitro Marcelo Aparecido de Souza deu pênalti de Miranda no meia bugrino. Após muita reclamação pelo lance duvidoso, Baiano chutou firme para empatar o jogo. Rogério Ceni foi bem no lance e por pouco não defendeu.

"ESTRELA". Além de competência, a sorte tem de estar presente na vida de um técnico, e hoje ela esteve com Sergio Baresi. Por obrigação, Fernandão, machucado, saiu para a entrada de Ricardo Oliveira, que se recuperou de uma tendinite no joelho. Depois, por opção, tirou Marlos para a entrada de Dagoberto. E os dois viriam a definir a vitória tricolor.

Aos 19 minutos, Jorge Wagner cobrou escanteio. Richarlyson desviou a bola, que foi depois cabeceada no travessão por Dagoberto. Bem posicionado, Ricardo Oliveira só teve o trabalho de desviá-la para o fundo do gol, decretando a segunda vitória consecutiva do clube no Brasileirão.

Agora, o São Paulo enfrenta o Goiás no sábado, às 18h30, novamente no Morumbi, enquanto o Guarani pega o Vasco, no mesmo dia e horário, em Campinas.

NOTAS

Com o terceiro cartão amarelo, o zagueiro Miranda e o volante Richarlyson desfalcam a equipe tricolor na partida contra o Goiás +++ Ao entrar no lugar de Fernandão, no intervalo, Ricardo Oliveira voltou a jogar pelo São Paulo após sete jogos +++ Renan e Mazola, emprestados ao Guarani pelo São Paulo, não puderam jogar por conta de uma cláusula em seus respectivos contratos.

  São Paulo - 2 - Rogério Ceni, Jean, Miranda  , .Alex Silva e Richarlyson  ; Rodrigo Souto, Casemiro, Jorge Wagner e Lucas (Zé Vítor); Marlos (Dagoberto  ) e Fernandão (Ricardo Oliveira). Técnico: Sérgio Baresi.

  Guarani - 1 - Douglas; Rodrigo Heffner, Fabão  , Aílson e Fabiano  ; Apodi (Geovane), Maycon  , Paulo Roberto, Baiano (Mário Lúcio) e Márcio Careca; Reinaldo  (Ricardo Xavier). Técnico: Vagner Mancini.

Gols - Marlos, aos 14 minutos, e Baiano, aos 47 minutos do primeiro tempo; Ricardo Oliveira, aos 19 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Marcelo Aparecido de Souza (SP).

Público - 10.664 pagantes.

Renda - R$ 195.197,06.

Local - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.