Daniel Teixeira / Estadão Conteúdo
Daniel Teixeira / Estadão Conteúdo

São Paulo vence o Inter e garante vaga na fase de grupos da Libertadores

Equipe tricolor ganha por 2 a 1 no Morumbi e alivia pressão sobre diretoria e Fernando Diniz

Guilherme Amaro, O Estado de S.Paulo

04 de dezembro de 2019 | 23h37

O São Paulo alcançou o objetivo que lhe restava neste fim de temporada. Com a vitória por 2 a 1 sobre o Internacional, na noite desta quarta-feira, a equipe tricolor se garantiu na fase de grupos da Copa Libertadores da América de 2020. A uma rodada do término do Campeonato Brasileiro, a diretoria deve intensificar o planejamento para o próximo ano.

Além de garantir a vaga, a vitória alivia a pressão sobre a diretoria do Morumbi. O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, viu conselheiros pedirem seu impeachment. Ele e o diretor de futebol Raí, que não deve permanecer no clube em 2020, foram novamente alvos de protestos de torcedores antes do jogo.

A vitória também foi importante para o técnico Fernando Diniz, outro criticado por torcedores e alguns conselheiros. De um camarote do Morumbi, já que estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o treinador assistiu a uma boa atuação do São Paulo. O auxiliar Márcio Araújo foi quem comandou o time à beira do campo.

O São Paulo foi melhor o jogo todo e não demorou a abrir o placar. Aos 15 minutos, Igor Gomes enfiou bola para Antony tocar na saída do goleiro Marcelo Lomba. A equipe girava a bola e era mais efetiva, algo que não vinha acontecendo nos últimos duelos. Em vez de passes laterais que pouco incomodam o adversário, o São Paulo conseguiu achar espaços na defesa rival e levar perigo.

Atrás, a melhor defesa do Brasileirão, agora com 29 gols sofridos, quase não teve trabalho. O Internacional só foi assustar no fim do primeiro tempo, em chute de Nonato que passou perto da trave de Tiago Volpi. O São Paulo ampliou logo aos três minutos do segundo tempo, em contra-ataque perfeito que iniciou com Tchê Tchê, passou por Antony e terminou com Vitor Bueno. Mesmo com a boa vantagem, a equipe continuou em cima e criou oportunidades para fazer o terceiro. O Inter, por sua vez, parecia inofensivo. Até Guilherme Parede marcar aos 24, em rebote de Tiago Volpi.

O clima de festa no Morumbi, que recebeu público de mais de 30 mil pessoas após a diretoria ter baixado os valores dos ingressos, passou a ser de apreensão. Afinal, um empate deixaria para a última rodada a decisão da vaga na fase de grupos da Libertadores. Mas o São Paulo se segurou e já poderá planejar 2020.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 X 1 INTERNACIONAL

São Paulo: Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes (Toró); Antony, Vitor Bueno (Liziero) e Pablo (Luan). Técnico: Márcio Araújo (auxiliar).

Inter: Marcelo Lomba; Heitor (Sobis), Rodrigo Moledo, Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenílson, Nonato (D'Alessandro) e Guilherme Parede; Neilton (Nico López) e Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

Gols: Antony, aos 15 minutos do primeiro tempo; Vitor Bueno, aos 3 minutos do segundo tempo; Guilherme Parece, aos 24 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Tchê Tchê, Vitor Bueno, Bruno Alves; Sobis, Cuesta; Uendel.

Juiz: Braulio da Silva Machado (SC).

Público: 30.822 torcedores.

Renda: R$ 487.784,00.

Local: Morumbi. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.