São Paulo vence Ponte nos pênaltis

Ponte Preta e São Paulo empataram por 2 a 2, neste sábado, no Estádio Moisés Lucarelli, resultado que o Tricolor comemorou como uma vitória. O São Paulo terminou o primeiro tempo perdendo por 2 a 0, gols de Piá e Régis, conseguiu o empate, com Luís Fabiano e França, e ganhou o ponto de bonificação ao vencer a disputa por pênaltis por 3 a 2. Jean, Júlio Batista e Belletti marcaram. Macedo, da Ponte, desperdiçou sua cobrança.Com o resultado, o São Paulo subiu da sexta para a quinta colocação no campeonato, com 13 pontos ganhos, ao lado do São Caetano. Na quarta-feira, o time enfrenta o Botafogo na finalíssima do Rio-São Paulo, podendo perder por até dois gols de diferença. Domingo o adversário será o Palmeiras, pelo Campeonato Paulista. França perdeu um pênalti no segundo tempo do jogo de sábado e pediu para ficar fora da série que definiu o ponto extra. "Vou dar um tempo, meu retrospecto está ruim", disse.A Ponte Preta perdeu os dois primeiros pontos em seu estádio no campeonato e caiu da segunda para a terceira colocação, com 14 pontos. O time de Campinas teve dois jogadores expulsos, Elivélton e Piá, e reclamou da arbitragem. "Eu tenho 30 anos de futebol e sei quando um árbitro quer ajudar um time grande. O São Paulo não precisava disso", disse o técnico Nelsinho Batista. Piá disse que foi xingado e ameaçado pelo juiz Paulo César de Oliveira durante todo o tempo em que esteve em campo.A equipe de Campinas começou pressionando e teve um gol de Macedo anulado aos seis minutos de jogo, por impedimento. Aos 10 minutos, o atacante Régis entrou com a bola dominada na defesa do São Paulo e foi derrubado. Piá cobrou bem o pênalti, fazendo 1 a 0. Aos 19 minutos, Régis foi lançado pelo lado esquerdo. O goleiro Alencar saiu mal do gol e, precipitadamente, tentou cortar a bola. Não conseguiu e Régis fez 2 a 0. "Fiquei em dúvida se o zagueiro ia ou não na bola", disse o goleiro, nervoso.O trio Wilson, Jean e Maldonado falhou muito no primeiro tempo. Maldonado foi substituído por Júlio Batista a 10 minutos do segundo tempo. O São Paulo partiu para o ataque. Aos 17 minutos, Elivélton tocou a mão na bola, na grande área, e foi expulso. França bateu mal o pênalti e Alexandre fez a defesa. Aos 26 minutos, Luís Fabiano fez 2 a 1. Quatro minutos depois, França marcou o gol mais bonito do jogo, chutando de primeira, de fora da área e empatando a partida que seria definida nos pênaltis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.