São Paulo vence Portuguesa de virada no Morumbi

De virada, o São Paulo venceu a Portuguesa neste domingo, por 3 a 1, no Morumbi, pela 15.ª rodada do Brasileirão. O jogo foi a partida de número 300 do técnico Muricy Ramalho no comando do time. Com o resultado, o São Paulo chegou aos 26 pontos, empatado com o quarto colocado Vitória, mas com menos vitórias que o time baiano. Já a Portuguesa, que chega ao seu terceiro jogo sem vencer, fica com 16 pontos e entra na zona de rebaixamento.Em um primeiro tempo de poucas emoções, devido à forte marcação das duas equipes, quem chegou mais perto de tirar o zero do placar foi o São Paulo. Aos 21, Joílson cruzou da direita e achou Hugo livre na segunda trave. Ele cabeceou firme e Sérgio, meio no susto, espalmou. Na volta, o são-paulino bateu de esquerda e acertou a trave.Se o 0 a 0 persistiu durante todo o primeiro tempo, logo aos três minutos da segunda etapa a Portuguesa mexeu no placar, numa falha geral da defesa são-paulina. Patrício fez boa jogada pela direita e descolou ótimo cruzamento para o meio da área. A zaga são-paulina ficou olhando, assim como o goleiro Rogério Ceni, e Edno apareceu livre na segunda trave para cumprimentar e fazer 1 a 0, na terceira finalização da Portuguesa no jogo.Como era de se esperar, após sofrer o gol, o São Paulo foi ao ataque, em busca de pelo menos um empate, o que quase aconteceu em dois lances quase seguidos. O primeiro, aos 14, Zé Luis cabeceou, a bola bateu no zagueiro e saiu rente à trave de Sérgio. No segundo lance, no minuto seguinte, Aloisio fez belo passe para Richarlyson, que invadiu a área e bateu firme, na saída de Sérgio. A bola explodiu no travessão.A insistência do São Paulo deu certo. Aos 16, Dagoberto fez boa jogada pela direita e cruzou para o meio da área. Mesmo marcado, Hugo conseguiu cabecear meio torto. A bola quicou no gramado e acabou entrando no ângulo, sem chance para Sérgio.E o São Paulo manteve o ritmo e chegou a virada quase na marra. Aos 25, em uma jogada bastante confusa, Hugo arrancou pelo meio, trombou com Aloísio, na entrada da área, e foi desarmado na marca do pênalti por Ediglê. Mas a bola sobrou limpa para Dagoberto bater com o gol vazio.Após o gol, o São Paulo tratou de deixar o jogo muito parecido com o que aconteceu no primeiro tempo. Mas ainda sobrou oportunismo para ampliar o placar e dar o golpe de misericórdia na Portuguesa. Aos 39, em contra-ataque rápido, Dagoberto recebeu na esquerda e passou para Eder Luis - que havia entrado pouco antes no lugar de Aloísio. Ele dominou e bateu no canto direito de Sérgio.No meio da semana, o São Paulo visita o Figueirense, no Orlando Scarpelli, na quarta-feira. No mesmo dia, a Portuguesa encara o Fluminense, no Canindé.Ficha Técnica:São Paulo 3 x 1 PortuguesaSão Paulo - Rogério Ceni; Zé Luis, André Dias, Aislan e Richarlyson; Jean (Éder Luís), Joílson, Jorge Wagner e Hugo; Dagoberto (Alex Cazumba) e Aloísio (Éder). Técnico: Muricy Ramalho.Portuguesa - Sérgio; Patrício, Bruno Rodrigo, Ediglê e Erick; Dias, Carlos Alberto, Edno e Preto (Vaguinho); Jonas e Rogério. Técnico: Valdir Espinosa.Gols - Edno, aos 3, Hugo, aos 17, Dagoberto, aos 25, e Éder Luís, aos 39 minutos do segundo tempo.Cartões amarelos - Aislan (São Paulo); Edno (Portuguesa). Árbitro - Leandro Pedro Vuaden (RS). Renda - R$ 230.270,00.Público - 12.276 pagantes.Local - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.