São Paulo viaja ao Uruguai sem Zé Luís e André Dias

A delegação do São Paulo embarcou desfalcada nesta terça-feira pela manhã para o Uruguai, onde a equipe joga na quarta-feira contra o Defensor Sporting, pela Libertadores: contundidos, o zagueiro André Dias e o volante Zé Luís, que vinha atuando como titular na lateral-direita, não seguiram com a equipe e estão fora da partida.

AE, Agencia Estado

17 de março de 2009 | 13h28

André Dias sofreu uma lesão muscular na coxa direita no começo do jogo contra o Mirassol, na quinta-feira passada, enquanto Zé Luís teve um entorse no braço esquerdo na partida diante do Marília, no domingo. Para complicar ainda mais a vida do técnico Muricy Ramalho, o lateral-direito Wagner Diniz, que seria o reserva imediato para a posição, também está vetado, com uma fissura no braço direito.

As novidades na delegação são o meia Hugo, recuperado de dores no joelho esquerdo, e o volante Eduardo Costa, que ainda não conseguir fazer sua estreia pela equipe. Na defesa, a ausência de André Dias abre espaço para a volta ao time de Rodrigo, que ainda não jogou pela Libertadores. "É uma competição diferente, já a disputei e sei como que é. Estou muito motivado, pronto e vou dar algo a mais do que já tenho feito pelo time", afirmou o zagueiro.

Rodrigo foi para a reserva por causa das boas atuações de Renato Silva, e não escondeu seu incômodo. "Eu não perdi a posição dentro do gramado, mas pelo tempo que fiquei de fora. O Renato chegou primeiro e foi bem nos jogos, então é difícil eu chegar e querer ser titular só porque fui campeão brasileiro", disse o defensor, que demorou a se apresentar por causa da indefinição quanto à renovação de seu empréstimo junto ao Dínamo de Kiev. "Vou batalhar pra me sair bem e buscar um lugar no time, pois não sou jogador de aceitar a reserva."

Mais conteúdo sobre:
futebolSão PauloLibertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.