JF Diorio|Estadão
JF Diorio|Estadão

Antes renegado, Michel Bastos vira peça fundamental no time

Meia do São Paulo vira protagonista na campanha na Libertadores

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

10 de maio de 2016 | 07h00

As vaias da torcida do São Paulo e a desconfiança sobre o meia Michel Bastos estão superadas. Com lesão na coxa direita e sob a incerteza dúvida se poderá participar da partida desta quarta-feira, contra o Atlético-MG, pela Copa Libertadores, o jogador preocupa os fãs do time pela falta de substitutos e pela boa fase vivida, com participação direta em cinco gols nos últimos seis jogos da equipe.

Michel Bastos vive um momento que contrasta com o vivido meses atrás, quando foi alvo de protestos da torcida. Contra o Novorizontino, pelo Campeonato Paulista, a cada participação no jogo os são-paulinos apitavam, em atitude de reprovação. Do lado de fora do estádio do Pacaembu, integrantes da Independente, principal organizada do clube, o ironizaram, ao chamá-lo de "Migué Bastos" durante manifestação.

Em fevereiro, após a derrota para o The Strongest, pela Copa Libertadores, Michel Bastos foi chamado de "erva daninha" no Twitter por um assessor de gabinete da presidência do São Paulo. Para a felicidade do meia e do elenco, a situação do clube na competição continental mudou totalmente. Às vésperas da abertura das quartas de final, o técnico Edgardo Bauza se preocupa em como resolver a possível ausência do camisa 7.

"Ele está muito bem nos últimos jogos, marcando gols, está ficando o dia inteiro aqui no CT para tratar. A gente não sabe se vai poder contar com ele", elogiou o volante e capitão Hudson. Michel Bastos lesionou a coxa direita ao marcar o gol do time na derrota por 3 a 1 para o Toluca, no México, e faz nesta terça-feira um teste para saber se terá condições de atuar contra o Atlético-MG.

A presença dele na partida de ida das quartas de final ganha importância pelo momento vivido. Nas últimas seis partidas, Michel Bastos marcou dois gols e deu assistência para outros três. Caso não se recupere, Michel Bastos terá como substituto a terceira opção disponível. Com Centurión suspenso e Carlinhos machucado, deve caber para o volante Wesley a escolha de ser titular e atuar improvisado na posição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.