Rubens Chiri/ São Paulo
Rubens Chiri/ São Paulo

São Paulo precisa quebrar tabu para se classificar na Libertadores

Nunca um time do Brasil chegou ao jogo de volta precisando reverter um resultado tão grande

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

07 de fevereiro de 2019 | 14h24

Para se classificar diante do Talleres, na próxima quarta-feira, o São Paulo precisará fazer história. Nunca um clube brasileiro chegou ao segundo jogo da pré-Libertadores em uma situação tão difícil. Nem mesmo Corinthians e Chapecoense, únicos brasileiros eliminado nesta fase do torneio sul-americano.

A etapa que antecede a fase dos grupos da Libertadores começou a ser disputada na temporada de 2005, coincidentemente, ano em que o São Paulo conquistou o torneio. De lá para cá, apenas Corinthians e Chapecoense não conseguiram chegar na disputa principal do torneio, mas tiveram melhores resultados no primeiro jogo. 

Os dois brasileiros eliminados precocemente, porém, tiveram de fazer o segundo jogo fora de casa. Em 2011, o Corinthians encarou o Tolima, da Colômbia. No Pacaembu, o time comandado pelo técnico Tite, na época, empatou sem gols. Na partida de volta, perdeu por 2 a 0 e até hoje o dia é citado, com ironia, pelos rivais como "Tolima Day". Depois disso, o Corinthians fez história na Libertadores e ganhou o Mundial de Clubes da Fifa.

A Chapecoense também decepcionou no ano passado. O time dirigido por Gilson Kleina perdeu o primeiro duelo por 1 a 0, para o Nacional, na Arena Condá. O placar se repetiu no confronto da volta, em Montevidéu. Outros brasileiros também já perderam o primeiro jogo da pré-Libertadores, mas reverteram a situação.

Em 2012, o Flamengo perdeu para o Real Potosí na ida e depois fez 2 a 0 na volta. O Grêmio, em 2013, saiu perdendo para a LDU por 1 a 0, devolveu o placar na segunda partida e nos pênaltis passou pelos equatorianos por 5 a 4. No ano seguinte, foi a vez de o Ahtletico-PR passar apuros diante do Sporting Cristal. Vacilou no primeiro jogo, 2 a 1, reverteu o marcador na volta e fez 5 a 4 nos pênaltis. No mesmo ano, o Botafogo saiu atrás do Deportivo Quito, por 1 a 0, e em casa, goleou por 4 a 0. São Paulo e Talleres vão se enfrentar na próxima quarta-feira, no Morumbi. O time de Jardine precisa fazer três gols de diferença.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.