Sãocarlense vive clima de terror

A comissão técnica do Grêmio Sãocarlense abandonou o clube por um motivo pouco comum: ameaça de morte. Depois da derrota para o Comercial, no domingo, o treinador Walter Gama e o preparador físico Alfredo Monteso foram ameaçados de morte pelo ex-presidente Sérgio Roberto de Almeida, conhecido por Careca, que estaria de arma na cintura.A empresa LT Assessoria Esportiva, que vinha bancando todas as despesas do clube, também resolveu abandonar a parceria que estava em caráter provisório. A confusão teria acontecido depois que o filho de Careca foi barrado nos vestiários do Palmas Travassos, quando trabalhava por uma emissora de São Carlos. Na chegada da delegação, a surpresa com a recepção agressiva de Careca.O atual presidente do clube, José Antônio Rosa, promete que irá fazer de tudo para contornar a situação. Ele esteve na noite desta segunda-feira em São Paulo. Segundo ele, o ex-presidente Careca, tem prejudicado o clube há muito tempo por estar "afastado de qualquer atividade".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.