Sãopaulinos pensam em tênis e NBA

Se dependesse de alguns jogadores do São Paulo, os índices de audiência das partidas decisivas da Copa do Brasil e da Libertadores da América seriam baixos. Eliminados da fase decisiva de duas das três competições que disputaram no primeiro semestre, os atletas do Tricolor mostram desconforto ao enfrentar a dura e até certo ponto nova realidade de estar em pré-temporada enquanto outras equipes da capital ainda disputam títulos. "Sinceramente quando estou fora de uma competição nem gosto de ver futebol pela TV, prefiro outros esportes como o tênis e a NBA", disse o França. "Sinceramente não gosto de ver campeonatos quando o nosso time está desclassificado. Dá até raiva", desabafa o jogador. Outro jogador que gosta de sair da rotina quando o assunto é esporte na TV é o goleiro Rogério Ceni. "Nos meus dez dias de folga nem liguei a televisão", disse o jogador. "Depois que voltei a trabalhar vi pouco futebol na TV: uma parte do jogo da Ponte contra o Corinthians e os cinco minutos finais do jogo do Palmeiras", conta o goleiro. Rogério diz que gosta de acompanhar jogos de futebol quando as equipes serão futuras adversárias em uma competição. "Quando a gente está fora da competição não dá nem ânimo de acompanhar", confessa o goleiro. Nesse caso, segundo ele, melhor opção é acompanhar a boa performance do tenista Gustavo Kuerten ou os playoffs finais da NBA. O meia Souza diz que também tem evitado assistir aos jogos pela TV. "Dá até raiva porque a gente sabe que tinha condições de estar lá", disse o atleta sobre as partidas da Copa do Brasil entre o seu ex-clube, o Corinthians, e o Grêmio, time que desclassificou o Tricolor na competição. O jogador disse que o pouco que vê das partidas é apenas "de passagem". O meia admite que não costuma acompanhar jogos de outros times com o objetivo de detectar as fraquezas do adversário. "Isso a gente tem mastigadinho na preleção antes das partidas." Lateral - Esta semana o São Paulo deve anunciar um novo lateral. O mais cotado é Lino, do Iraty do Paraná. O jogador, de 24 anos, é paulista, começou na Mauaense e foi destaque do último Campeonato Paranaense. A contratação de Jorginho Paulista, do Vasco, foi descartada pelo diretor de Futebol José Dias. "Ele não só não virá como anunciaremos outro lateral", garantiu. Jorginho confirmou que sua transferência estava quase acertada, mas as negociações não evoluíram.

Agencia Estado,

09 de junho de 2001 | 18h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.