Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Pedro Souza/Atlético
Pedro Souza/Atlético

Sasha pede atenção com times que lutam contra o rebaixamento e espera nova chance no Atlético-MG

Equipe de Sampaoli enfrenta Fortaleza e Goiás na sequência do Brasileirão

Redação, Estadão Conteúdo

27 de janeiro de 2021 | 17h45

Após superar o Santos por 2 a 0, o Atlético-MG retomou a esperança de brigar pelo título do Campeonato Brasileiro e agora terá pela frente dois rivais que lutam contra o rebaixamento: o Fortaleza, domingo, no Mineirão, e o Goiás, quarta-feira, fora de casa. Os adversários podem até ser frágeis, mas ainda está na memória a derrota do último fim de semana para o Vasco, por 3 a 2. Por isso, o atacante Eduardo Sasha pediu ainda mais atenção ao time para esses duelos.

"A gente tem que ter mais cuidado ainda. Esses times vêm fechado, retrancado, por uma bola, por uma falta perto da área. A gente tem que saber lidar com esse tipo de jogo, não fazer falta boba, cuidar principalmente dos contra-ataques, que é a principal rota de fuga deles para sair com a vitória. Acho que são esses pontos que a gente tem que melhorar e não ser surpreendido por esses times", disse, em entrevista coletiva, nesta quarta-feira.

No confronto com o Santos, Sasha foi uma das novidades da escalação definida por Jorge Sampaoli. A chance veio após sete jogos como reserva, ainda que sempre sendo acionado no segundo tempo. Agora, ele se candidata a se manter na equipe diante do Fortaleza, ainda mais que outro atacante, Keno, sofreu uma luxação no cotovelo.

"Eu fui escolhido para jogar porque aquela partida precisava de alguém que saísse mais da área para atrair mais os zagueiros para infiltrações dos extremas, do volantes. Então, a partida de ontem pediu isso. Então, por isso que eu tenha começado o jogo. Durante a semana, o Sampaoli vai ver o melhor forma da gente entrar contra o Fortaleza para ele escolher os 11 para começar jogando. Acho que, com certeza, ele vai ver as características que são melhores para aquele jogo, aquela partida, para ai sim montar", disse.

Ao vencer o Santos, o Atlético-MG chegou aos 57 pontos, a cinco do líder Internacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.