Luisa Gonzalez/ Reuters
Luisa Gonzalez/ Reuters

Scaloni testa três alterações no time da Argentina para o duelo com a Venezuela

Técnico faz alterações na lateral, na zaga e no meio visando o confronto desta sexta-feira

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de junho de 2019 | 16h36

O técnico Lionel Scaloni fez três alterações na seleção da Argentina no treino desta quarta-feira pela manhã, no CT do Fluminense, no Rio, visando ao jogo com a Venezuela, sexta-feira, às 16 horas, no Maracanã, pelas quartas de final da Copa América.

Scaloni testou Juan Foyth na lateral direita, no lugar de Renzo Saravia, que, segundo relatório médico, sofre com dores no quadril. O jogador escalado como titular nesta atividade tem apenas 21 anos e é zagueiro do Tottenham, mas já atuou algumas vezes na lateral em jogos do Campeonato Inglês.

Já Marcos Acuña substituiu Giovani Lo Celso no meio-campo, com a missão de intensificar a marcação e dar maior velocidade na saída de bola para o ataque. E a terceira mudança promovida no treino desta quarta foi o retorno de Germán Pezella à zaga central, ocupando o lugar que foi preenchido por Foyth na vitória por 2 a 0 sobre o Catar, no último domingo, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, pela rodada final do Grupo B do torneio continental.

Scaloni não conseguiu repetir a mesma escalação nos quatro jogos disputados pela Argentina na Copa América. O único setor que deve permanecer sem alterações é o ataque, onde Lautaro Martinez se junta a Messi e Sergio Agüero. Martinez e Agüero, por sinal, marcaram os gols do triunfo sobre os catarianos. Paulo Dybala e Angel Di María devem continuar no banco de reservas.

O vencedor do duelo entre Argentina e Venezuela vai enfrentar na semifinal o ganhador de Brasil x Paraguai, marcado para ocorrer nesta quinta-feira, às 21h30, na Arena do Grêmio, na abertura das quartas de final da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.