Mailson Santana/Divulgação
Mailson Santana/Divulgação

Scarpa ironiza vaias do Fluminense: 'Eu me senti privilegiado'

Meia do Palmeiras considera que perseguição de torcida adversária é sinal de que teve uma boa passagem pelo time carioca

O Estado de S. Paulo

25 de julho de 2018 | 22h10

O meia Gustavo Scarpa, do Palmeiras, afirmou nesta quarta-feira não ter ficado chateado por ter sido alvo de vaias da torcida do Fluminense durante a partida entre as duas equipes, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. No encontro vencido pelo time da casa por 1 a 0, o público presente perseguiu o jogador adversário, que reagiu com ironia.

+ Tabela do Campeonato Brasileiro 2018

+ CBF oficializa renovações de Tite e Edu Gaspar

"Eu me senti privilegiado em ouvir a vaia. Sinal que tive uma certa importância", disse Scarpa ao canal Premiere depois da partida. O meia defendeu o Fluminense por quatro temporadas, até sair neste ano após uma série de brigas na Justiça. Scarpa conseguiu a liberação após uma série de liminares e recursos. O jogo no Maracanã foi o primeiro reencontro com a antiga equipe.

Titular do Palmeiras, o meia foi bem recebido pelos antigos colegas. Antes do jogo Scarpa cumprimentou todo o elenco do Fluminense e no caminho para o vestiário, recebeu camisas do time carioca como sinal de respeito. Entre março e junho deste ano ele não pode atuar pois brigava com o antigo clube na Justiça para conseguir a liberação, obtida há cerca de um mês.

"Infelizmente não conseguimos a vitória, mas espero que a gente consiga vencer na sequência do campeonato e ter um grande ano", afirmou Scarpa depois do jogo. O Palmeiras volta a campo no próximo domingo. O adversário será o Paraná, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.