Nelson Perez/Divulgação
Nelson Perez/Divulgação

Scarpa marca gol antológico, Fluminense faz 5 e se classifica na Copa do Brasil

Meia acerta chute de antes do meio-campo em goleada sobre o Globo-RN

Itamar Cardin, especial para a AE, Estadão Conteúdo

16 Fevereiro 2017 | 00h07

O Fluminense segue em ritmo alucinante em 2017. Nesta quarta-feira, em duelo disputado no estádio Manoel Barretto, em Ceará-Mirim (RN), o time carioca goleou o Globo-RN por 5 a 2 e se garantiu na segunda fase da Copa do Brasil. Henrique Dourado e Lucas tiveram grande atuação. Mas o destaque da noite foi Gustavo Scarpa, que marcou um gol histórico, chutando atrás da linha do meio de campo.

Na próxima fase, o Fluminense enfrenta o vencedor do duelo entre Sinop-MT e Salgueiro-PE, que se enfrentam nesta quinta-feira, no interior de Mato Grosso. E, pelo Campeonato Carioca, já garantido na semifinal da Taça Guanabara - o primeiro turno -, o time carioca recebe o Volta Redonda neste sábado.

Precisando apenas do empate para avançar na Copa do Brasil, o Fluminense chegou ao Rio Grande do Norte com um excelente retrospecto: quatro vitórias no Campeonato Carioca e um triunfo e uma derrota (com o time misto) na Copa da Primeira Liga. E, com muita liberdade para trocar passes, além de uma boa atuação coletiva, não demorou para confirmar o favoritismo.

Logo aos dois minutos, Gustavo Scarpa arriscou de fora da área e assustou o goleiro Rafael. E, aos cinco, Wellington fez boa jogada, rolou para a direita e o lateral-direito Lucas chegou batendo firme, no alto, para abrir o placar.

O gol não mudou o ritmo do jogo. Ofensivo e com os laterais bem avançados, o Fluminense criou duas boas chances nos minutos seguintes, com Léo e Henrique Dourado. Já aos 15, o Globo, enfim, pareceu ter acordado. Primeiro, em chute de muito longe, Renatinho Carioca quase acertou o ângulo. E, aos 19, após bate-rebate, Luizão aproveitou a sobra e finalizou próximo ao travessão.

O duelo, então, tornou-se eletrizante até o final do primeiro tempo. Decisivo e com muita liberdade para apoiar, Lucas recebeu novo passe aos 22 minutos, chutou firme e Rafael falhou feio. Atento, Henrique Dourado aproveitou o rebote e só rolou para as redes.

Nem mesmo o choque de Lucas com o goleiro Júlio César, que precisou ser substituído por Marcos Felipe aos 28 minutos, freou o ânimo do Fluminense. Pouco depois, em lance com os mesmos protagonistas, Wellington tocou, Lucas cruzou e Henrique Dourado, novamente sozinho, só completou para o gol. O lateral-direito ainda sofreu pênalti dois minutos depois, mas o equatoriano Sornoza acertou o travessão.

Quando o Globo parecia aturdido, com dificuldade até para trocar passes simples, Denis recebeu cruzamento de Ângelo e marcou de peito. Mas o troco quase veio logo depois. Aos 45 minutos, após Henrique Dourado fazer o pivô, Gustavo Scarpa recebeu dentro da área e desperdiçou chance clara. O primeiro tempo, assim, encerrava-se com quatro gols marcados. E a certeza - para as duas equipes - de que poderia ter sido mais.

Mas não demorou para que o gol saísse no segundo tempo. Logo aos quatro minutos, após boa troca de passes, Wellington recebeu cruzamento rasteiro de Léo e bateu colocado, no ângulo, para ampliar o placar com classe.

O bonito gol de Wellington, contudo, foi apenas um aperitivo para o que viria depois. Aos 18 minutos, após receber passe um pouco atrás da linha do meio de campo, Gustavo Scarpa viu o goleiro adiantado e arriscou. A bola voou precisa, firme, e entrou no ângulo esquerdo do goleiro Rafael, coroando aquele que será um dos mais belos gols da temporada.

A partir daí, o Fluminense apenas administrou. O Globo ainda diminuiu com Gláucio, aproveitando passe de Romarinho, mas foi só. Em noite de atuação - e gol - de gala, o time carioca manteve a boa sequência e se garantiu na segunda fase da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA

GLOBO-RN 2 x 5 FLUMINENSE

GLOBO-RN - Rafael; Ângelo (Geovane), Jamerson Neves, Negretti e Renatinho Carioca; Leomir, Pablo Oliveira e Bismarck; Romarinho, Denis (Renato) e Luizão (Gláucio). Técnico: Luizinho Lopes.

FLUMINENSE - Júlio César (Marcos Felipe); Lucas, Henrique (Reginaldo), Nogueira e Léo; Orejuela, Douglas e Sornoza; Gustavo Scarpa (Pierre), Wellington e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.

GOLS - Lucas, aos 5, Henrique Dourado, aos 22 e aos 32, e Denis, aos 40 minutos do primeiro tempo; Wellington, aos 4, Gustavo Scarpa, aos 18, e Gláucio, aos 28 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Pablo Oliveira, Denis e Geovane (Globo-RN).

ÁRBITRO - Thiago Duarte Peixoto (SP).

RENDA - R$ 51.860,00.

PÚBLICO - 1.786 pagantes.

LOCAL - Estádio Manoel Barretto, em Ceará-Mirim (RN).

Mais conteúdo sobre:
futebolFluminenseCopa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.