LEON KUEGELER / POOL / AFP
LEON KUEGELER / POOL / AFP

Schalke 04 rompe patrocínio com estatal russa após 15 anos de parceria

Clube alemão anunciou nesta segunda-feira o fim do acordo com a Gazprom por causa da invasão da Ucrânia pela Rússia

Redação, AFP

28 de fevereiro de 2022 | 09h05

Após remover o nome da Gazprom, estatal russa, das suas camisas, o Schalke 04, equipe da segunda divisão da Alemanha, anunciou nesta segunda-feira o rompimento do contrato com seu principal patrocinador por causa da invasão da Ucrânia pela Rússia. A parceria já durava 15 anos.

"O conselho de administração do FC Schalke 04, com a aprovação do conselho fiscal, decidiu rescindir o contrato com a Gazprom antes de sua conclusão", anunciou o clube em seu site.

O clube já havia decidido na semana passada retirar o nome da Gazprom do uniforme para a partida do campeonato alemão disputada no sábado, dois dias depois do ataque russo à Ucrânia.

O patrocínio que ligava o clube e a empresa russa prosseguiria até 2025 e deveria render 9 milhões de euros (R$ 52 milhões) por ano ao Schalke, clube da cidade de Gelsenkirchen, local histórico do futebol da bacia do Ruhr, que foi rebaixado no ano passado para a segunda divisão.

Em caso de volta à Bundesliga, o contrato previa um aumento do patrocínio, até 15 milhões de euros (R$ 86 milhões) por temporada. "A capacidade financeira do clube não se verá afetada por esta decisão", afirma o Schalke. "A diretoria do clube tem confiança em conseguir encontrar um novo patrocinador em breve", afirma o clube.

No fim de semana, o presidente do Borussia Dortmund, Hans-Joaquim Watzke, clube vizinho do Schalke (30 km separam os dois estádios), deu a entender que poderia fornecer ajuda financeira em caso de ruptura de contrato com a Gazprom.

Tudo o que sabemos sobre:
Schalke 04futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.