Montagem/ Divulgação/ AFP
Montagem/ Divulgação/ AFP

Schweinsteiger aciona empresa chinesa por boneco nazista

Boneco 'Bastian' possui traços semelhantes ao meia alemão

Reuters

22 de outubro de 2015 | 19h47

O capitão da seleção alemã, Bastian Schweinsteiger, está tomando medidas legais contra um empresa chinesa que produziu um boneco nazista com traços semelhantes aos seus. 

O produto, nomeado de "Bastian", vestido com uniformes militares alemães da Segunda Guerra Mundial, incluindo suástica e águia, símbolos da Alemanha Nazista, está à venda através de uma empresa baseada em Hong Kong, a DID. 

Um porta-voz do atleta respondeu a jornalistas que o meia está já acionou a Justiça contra os chineses. A imprensa alemã também se mostrou furiosa com o que se pareceu com uma descrição nazista de Schweinsteiger. 

"Lixo", disse o jornal TZ, de Munique. Já a revista Stern publicou: "Bastian boneco escandaloso. Isso é o que parece", perto de uma foto do boneco. 

A DID, que também comercializa reproduções do ex-líder soviético Joseph Stlain e do inglês Winston Chirchill, ainda fazia propagandas de "Bastian" na capa do seu site nesta quinta-feira. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.