Scolari enfrenta Simon na Justiça

O técnico do Cruzeiro, o gaúcho Luiz Felipe Scolari, terá nesta quinta-feira, às 14h, provavelmente na 5a Vara Cível do Forum do Rio de Janeiro, a primeira audiência de uma ação indenizatória movida contra ele pelo árbitro e conterrâneo Carlos Eugênio Simon. O juiz processou Scolari por ter recebido ofensas morais durante um dos confrontos entre Cruzeiro e Vasco, na reta final da Copa João Havelange, ano passado. O treinador teria chamado Simon de "Lalau", numa referência ao ex-presidente do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo, preso sob a acusação de desvio de recursos públicos. De acordo com assessores do Cruzeiro, Scolari estará acompanhado do advogado mineiro Alexandre Ateniense. Em sua defesa, ele poderá lembrar, entre outras coisas, que, mesmo após o processo movido por Simon ter sido distribuído na Justiça carioca, no início de fevereiro, o árbitro apitou um confronto entre Cruzeiro e Atlético, no qual os gaúchos voltaram a bater boca. Neste caso, Simon teria sido anti-ético por trabalhar em uma partida da qual participava o técnico que ele estava acionando judicialmente. Nessa quarta-feira, os jogadores do Cruzeiro que atuaram na vitória de 3 a 1 sobre o Olimpia, do Paraguai, em Ipatinga (MG) - resultado que garantiu aos mineiros a liderança do grupo 4, a classificação às semifinais e uma invencibilidade de seis jogos na competição - fizeram trabalhos na piscina. O restante do grupo continuou os preparativos para a partida de sábado contra o Ipatinga, pelo Campeonato Mineiro.O Cruzeiro lidera o grupo B dos quadrangulares semifinais do Estadual com seis pontos, ao lado do América (que tem, no entanto, maior saldo de gols), e precisa vencer e com boa margem para manter chances de ir à final, contra o campeão do grupo A. A novidade na equipe deve ser a escalação do lateral-direito Neném, contratado por empréstimo junto ao Palmeiras, há três semanas, e que submeteu-se, desde então, a um rigoroso trabalho de recuperação fisica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.