Scolari fica exclusivamente na seleção

O técnico Luiz Felipe Scolari confirmou agora há pouco, durante a entrevista coletiva que está sendo realizada em Brasília, que deixará o Cruzeiro e se dedicará exclusivamente à seleção brasileira. ?A CBF tem uma política já há algum tempo que não permite conciliar clube com a seleção?, explicou o treinador.Felipão também aproveitou para revelar que não tinha sido convidado para assumir a seleção quando Wanderley Luxemburgo foi demitido, no ano passado. Na ocasião, foi especulado que ele teria recusado a oferta, o que levou a CBF a contratar Emerson Leão. ?O que houve, na verdade, é que eu fui apenas sondado naquela oportunidade. Mas, a conversa não evoluiu pelo fato de estar há poucos meses em Belo Horizonte, com a família recém-chegada, além do receio e das dificuldades no tratamento com a imprensa?, afirmou o treinador, que completou dizendo o que o fez mudar de idéia. ?Foi o projeto apresentado pelo Ricardo (Teixeira), que eu achei simples e direto. Também aprendi com os mineiros a lidar com a imprensa e pretendo ter um relacionamento cordial com os atletas e com as pessoas que cercam a seleção.?

Agencia Estado,

12 de junho de 2001 | 16h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.