Scolari prepara lista da Copa América

Luiz Felipe Scolari terá uma reunião reservada na terça-feira e depois com os jogadores para fechar a lista dos 22 que serão inscritos na Copa América. O técnico tem de enviar a relação dos "estrangeiros" à Fifa até quarta-feira. Por isso, a urgência para definir os que serão convocados. Scolari pensa em poupar alguns que jogam na Europa.Dos 22 que treinam na Granja Comary para enfrentar o Uruguai, 14 são "estrangeiros" e a maioria deles não tira férias há mais de três anos. "Vamos conversar com cada um para saber quem pode e quem não pode ir para a Colômbia. Contamos com a colaboração de um e outro, depois a gente compensa mais tarde".Se depender da boa vontade dos jogadores, Scolari pode ficar tranqüilo. Roberto Carlos, há quase seis anos sem as férias regulares de julho de acordo com o calendário europeu, já avisou que vai para a Colômbia sem nenhum problema. Cafu e Rivaldo também não gozam férias há quatro anos. Os dois também estão dispostos a disputar a Copa América."Eu me coloquei à disposição do Luiz Felipe. Quero disputar a Copa América e não estou preocupado se perderei ou não as férias. Repito, tenho orgulho de defender a Seleção Brasileira", disse Roberto Carlos.Na lista dos 22, Luiz Felipe Scolari pretende inscrever um terceiro goleiro, de preferência jovem. Hélton, do Vasco, é o mais cotado."Quero, sempre que foi possível, contar com três goleiros. Teremos os dois principais e um terceiro, um jovem, para ir participando do grupo e conhecendo nosso jeito de trabalhar".O treinador já tem um esboço dos 22 jogadores que pretende inscrever na Copa América: goleiros, Marcos, Dida e Hélton; zagueiros, Antônio Carlos, Cris, Lúcio e Roque Júnior; laterais, Cafu, Belletti, Roberto Carlos e Júnior (Roger ou Serginho); volantes, Mauro Silva, Émerson, Fábio Rochemback; meias, Alex, Rivaldo e Juninho Paulista; atacantes, Romário, Euller, Élber, Jardel e Geovanni (Éwerthon).Rochemback e Geovanni devem dar de cabeça a Scolari. Os dois foram contratados pelo Barcelona, coisa de US$ 28 milhões, e o clube espanhol marcou dia 18 de julho a apresentação para a pré-temporada. Como eles estão chegando agora, o Barça vai colocar obstáculos para liberar os dois garotos.Outro problema que Scolari enfrenta é a logística da Seleção Brasileira na competição sul-americana. Nesta segunda, o técnico pretende definir a programação. No projeto de Emerson Leão, o time enfrentaria o Uruguai, domingo dia 1º de julho, e depois folgaria até o dia 4 quando embarcaria para Cali, sede do Brasil na Copa.Com Scolari, a programação mudou. Em vez de a Seleção embarcar dia 4 e treinar até dia 12 em Cali, o time pode jogar no Uruguai e depois retornar dia 4 para a Granja Comary, onde treinaria até a véspera da estréia na Copa América. Treinando em Teresópolis, o técnico poderia dar uma folga maior aos "estrangeiros".

Agencia Estado,

24 de junho de 2001 | 20h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.