Nelson Perez/Divulgação
Nelson Perez/Divulgação

'Se continuar sofrendo assim, eu morro', diz técnico do Fluminense

Tricolor avançou graças a um gol contra aos 44 minutos do 2º tempo

Estadão Conteúdo

09 de abril de 2015 | 10h52

O Fluminense assegurou classificação às semifinais do Campeonato Carioca graças a uma vitória conquistada com um gol contra aos 44 minutos do segundo tempo, na noite da última quarta-feira, em Volta Redonda. O triunfo por 2 a 1 sobre o Madureira fez o time fechar a Taça Guanabara na quarta posição e, com isso, irá encarar o Botafogo por um lugar na decisão da competição estadual.

Curiosamente, a única derrota botafoguense na primeira fase do torneio foi justamente para o Fluminense, mas o técnico Ricardo Drubscky minimizou a importância do fato e lembrou que a equipe precisa "melhorar muita coisa" para ter chances de ser campeã. E ele disse esperar por menos sofrimento daqui pra frente nesta reta final do Carioca.

"Quando entrei no vestiário (após a vitória sobre o Madureira), muitos me cumprimentaram e disseram que no Fluminense é sempre assim, com sofrimento. Se continuar sofrendo assim até o fim do ano, eu morro. Vamos desenvolver modelo de jogo com mais segurança, vamos tentar fazer isso para que a equipe consiga vencer jogos, ter jogos mais seguros", ressaltou.

Mas, embora a classificação tenha vindo com muito sofrimento, o treinador acredita que o Fluminense "mereceu do primeiro ao último minuto" a vaga nas semifinais por ter criado mais chances de marcar gols. "Foi um primeiro objetivo nosso. Chegamos com uma situação difícil, dependíamos de terceiros. As coisas conspiraram, nos classificamos de forma difícil, mas merecedora. Agora vamos dar uma descansada e buscar o primeiro jogo da decisão contra o Botafogo, que foi campeão e fez bela campanha. Vamos nos preparar da melhor maneira", disse o treinador.

O primeiro jogo da semifinal diante dos botafoguenses será neste sábado, às 18h30, no Maracanã, e o goleiro Diego Cavalieri, autor de defesa decisiva no final da partida diante do Madureira, vê o Fluminense "muito confiante" para este mata-mata, embora tenha lembrado que o seu time precisará reverter a vantagem que o rival conquistou por ter fechado a primeira fase na liderança.

"O Botafogo tem uma boa equipe, e eles não à toa fizeram uma boa campanha nessa primeira fase e conquistaram a Taça Guanabara. Temos que respeitá-los, ainda mais porque eles têm a vantagem de jogar por dois empates, mas é clássico. É sempre muito equilibrado e qualquer detalhe pode fazer a diferença", enfatizou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato CariocaFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.