Divulgação
Divulgação

'Se deixarem o Palmeiras chegar, fica difícil parar', diz Jesus

Atacante fala dos planos para a temporada

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

30 Janeiro 2016 | 16h59

Acredita que a cobrança será maior após o bom 2015 que você teve?

Sim, mas a cobrança é natural para quem joga em um clube da grandeza do Palmeiras. O negócio é manter a cabeça no lugar, como sempre tive, para responder dentro de campo.

Quais são seus planos para a temporada? Pensa em deixar o clube?

É preciso ter sabedoria. Tenho metas que estão na minha cabeça e agora é focar nessa temporada para começar bem e fazer uma boa temporada melhor ainda do que foi no ano passado. A torcida pode esperar muita vontade e raça para vencer sempre.

A chegada do Erik faz você sentir que pode perder a vaga no time?

Precisamos ter um elenco forte. A grandeza do Palmeiras exige que sempre tenha jogadores de alto nível. A disputa está sendo sadia e quem jogar, vai dar o melhor para conquistar as vitórias.

O que pensa quando vê rivais debochando do Palmeiras?

Não tem como tirar sarro do Palmeiras. Provamos que o Palmeiras está sempre vivo e se deixarem a gente chegar, fica difícil de parar. E cada um fala o que quer, mas já provamos do que somos capazes.

Ficar fora da seleção brasileira olímpica seria uma decepção?

Sei que tem outros jogadores na minha frente, mas se tiver chance, vou dar a vida.

Mais conteúdo sobre:
PalmeirasFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.