Paulo Favero|Estadão
Paulo Favero|Estadão

Se eventos dos candidatos servirem como base, eleições no São Paulo podem ter equilíbrio

Conselheiros vão a lançamento de plataforma dos dirigentes: 102 no evento de Leco e 88 no de Pimenta

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

24 Fevereiro 2017 | 16h44

Os candidatos à presidência do São Paulo realizaram dois eventos para lançar suas candidaturas nesta semana e, pelo que foi divulgado pelos dois lados, existe a possibilidade de ser uma disputa equilibrada no clube. Os eventos ocorreram na quarta-feira, praticamente no mesmo horário, em dois espaços chiques no bairro do Itaim Bibi.

O presidente Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, que busca sua reeleição, revelou que 102 conselheiros foram ao seu evento, num total de 350 pessoas. Já a campanha de José Eduardo Mesquita Pimenta anunciou que 88 conselheiros e 302 convidados no total apareceram no evento do candidato que foi presidente do São Paulo entre 1990 e 1994.

A diferença de apenas 14 conselheiros entre os dois eventos é pequena, mas é possível que um mesmo conselheiro tenha aparecido nos dois locais e assinado as listas de presença. O pleito, que será disputado em abril, decidirá o presidente do São Paulo pelos próximos três anos. A definição virá dos votos de 240 conselheiros.

Os dois dirigentes que tentam a vitória na eleição colocam as finanças do clube e a próxima gestão como prioridades. "Quero sanear as finanças do clube de uma vez. Ao longo da gestão isso será possível. Os sinais já estão evidentes", disse Leco. "Estou confiante. Não sei se sou um predestinado ou não, mas se eu for eleito, quem sabe vou conseguir fazer o São Paulo grande de novo, fazer ser o melhor time do mundo, como já foi considerado", afirmou Pimenta.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.