Sebá e Mascherano, loucos pela revanche

No dicionário do torcedor corintiano, a expressão ?craque argentino? tem apenas um significado, com cinco letras: Tevez. O zagueiro Sebá e o volante Mascherano querem mudar esta escrita em 2006. Contundidos durante grande parte da temporada passada e meros coadjuvantes na conquista do tetracampeonato brasileiro, os dois querem mostrar que a Argentina vai muito além do melhor jogador do Campeonato Brasileiro. Com uma lesão na coxa direita em setembro e uma cirurgia no púbis no mês de outubro, Sebá não participou da arrancada final do Timão rumo ao título e, por isso, quer dar a volta por cima. ?Tenho certeza de que 2006 será um grande ano para mim?, declarou o jogador, que segue valorizado junto à diretoria. Uma sondagem do River Plate na semana passada foi prontamente descartada. ?O River nos procurou, mas o Sebá não sai, não existe essa possibilidade. Isso não está nos nossos planos?, diz Paulo Angioni, diretor da MSI, com o aval do chefão Kia Joorabchian. No final da temporada, o técnico Antônio Lopes também já o incluía em seus planos. ?Com a volta do Sebá, teremos uma defesa ainda mais forte?, comentou, analisando o bom desempenho da terceira melhor zaga do Brasileiro. No período de férias, Javier Mascherano é uma estrela solitária no Parque São Jorge. Realizando quatro horas diárias de exercícios de fisioterapia e hidroginástica, ele luta para se recuperar após uma cirurgia para tratar de uma fratura no pé esquerdo. Ele disputou apenas oito partidas pelo Timão. ?O Corinthians me contratou para jogar, mas lamentavelmente ocorreu a lesão. Não quero sair do Corinthians sem mostrar meu futebol?, diz o volante, que tem cinco anos de contrato mas já foi sondado por times espanhóis e alemães. Mais uma prova de que o Timão aposta em seus argentinos para 2006 é o fato de procurar apenas jogadores brasileiros para reforçar o elenco. A CBF limita em três o número de estrangeiros por equipe. ?Foi maravilhoso trabalhar com os argentinos. Eles são dedicados e têm um espírito de equipe muito acentuado?, elogiou o técnico Antônio Lopes, fazendo um rápido balanço da temporada. A diretoria do Corinthians já se programou para a pré-temporada em 2006. A equipe treinará em Águas de Lindóia até a sua estréia no Paulistão, no dia 11 de janeiro contra o Noroeste, em Bauru. Provavelmente, com o retorno de Sebá e Mascherano ?voando? em campo.

Agencia Estado,

25 de dezembro de 2005 | 16h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.