Seedorf diz estar insatisfeito com postura do Milan

O meia Clarence Seedorf deu esperanças para as torcidas de Corinthians e Flamengo, nesta quinta-feira, ao revelar insatisfação com a postura do Milan. O jogador holandês não está feliz com a conduta do clube em relação ao seu futuro e deixou sua situação em aberto, em entrevista ao jornal Corriere dello Sport.

AE, Agência Estado

12 de maio de 2011 | 16h46

Cotado para jogar no Brasil, Seedorf disse que não está gostando de esperar por um contato do Milan para renovar seu vínculo. "O clube nos pediu que esperássemos até que tivéssemos garantido o título. E foi o que fizemos. Agora quero clareza e respeito. Não se pode tratar assim os jogadores", desabafou o meia, de 35 anos.

"Não me sinto bem com esta situação, sem dúvida alguma. Minha relação com [o presidente Silvio] Berlusconi é clara, mas é o [vice-presidente Adriano] Galliani quem se encarrega destas coisas", completou Seedorf. Além dele, Andrea Pirlo, Massimo Ambrosini e Alessandro Nesta aguardam por uma iniciativa do Milan para renovar seus contratos, que se encerram no meio deste ano.

Um dos destaques do Milan na campanha vitoriosa no Campeonato Italiano, Seedorf começou a ser cotado pelo Corinthians no início do ano. O holandês está perto da aposentadoria e poderia encerrar sua carreira no Brasil, onde nasceu sua esposa.

As especulações sobre um possível acerto com Seedorf aumentaram nas últimas semanas por conta da proximidade do fim da temporada europeia. Na quarta-feira, um integrante da diretoria corintiana anunciou ter enviado uma oferta para o jogador estrangeiro, que também estaria analisando propostas da Europa.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolMilanCorinthiansSeedorf

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.