Andreoli Emilio/AP
Andreoli Emilio/AP

Seedorf diz que Milan vai se recuperar com jogo ofensivo

Treinador estreia como treinador do time italiano neste sábado, diante do Verona

Agência Estado

18 de janeiro de 2014 | 13h40

MILÃO - Na véspera da sua estreia como novo técnico do Milan, o holandês Clarence Seedorf concedeu entrevista coletiva em que prometeu levar o clube, que defendeu como jogador, a voltar ao topo do futebol italiano com um estilo de jogo ofensivo. Além disso, declarou que ajudará os jogadores a "redescobrirem a alegria de jogar futebol".

"Temos todos muita sorte de termos condições de fazer o nosso trabalho quase como se fosse um hobby. Estas foram as minhas primeiras palavras, para trazer de volta a alegria e entusiasmo de jogar futebol. Acho que momentos difíceis têm de ser analisados com a intenção de encontrar soluções e nunca perder de vista a qualidade que temos aqui", disse.

Seedorf vinha jogando pelo Botafogo e decidiu se aposentar, aceitando a proposta do Milan para se tornar técnico. O holandês assinou contrato por dois anos com o clube e vai substituir Massimiliano Allegri, que foi demitido após a decepcionante derrota por 4 a 3 para o Sassuolo, time recém-promovido à elite do futebol italiano, no último domingo.

A sua estreia no comando do Milan será neste domingo, em casa, contra o Verona. E Seedorf garantiu que o time vai se recuperar. "A equipe definitivamente não tem mostrado a sua qualidade em termos dos números que produz, mas eu não tenho nenhuma dúvida de que a situação vai voltar ao que foi uma vez. Tudo depende de como você trabalha, você precisa de entusiasmo e levar as pessoas de volta ao estádio com um estilo de jogo convincente. É mais fácil conquistar resultados jogando bem", disse.

Com o Milan apenas em 11º lugar no Campeonato Italiano, Seedorf pediu o apoio do torcedor para ajudar o time nesse momento difícil. "Eu não quero falar sobre a posição na liga", disse. "Ninguém está apontando o dedo para ninguém e temos um grupo muito unido. Vamos precisar de tempo e do apoio dos fãs que serão, como sempre, o 12º homem que eu conheço tão bem dos momentos delicados que eu já passei na minha carreira", completou.

Seedorf, de 37 anos, defendeu o Milan entre 2002 e 2012, quando se transferiu para o Botafogo. No clube, ele venceu uma vez o Mundial de Clubes e conquistou por duas vezes os títulos da Liga dos Campeões da Europa e do Campeonato Italiano. Agora como técnico, o holandês tentará levar o time a um novo período de glórias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.