Wilton Junior/ Estadão
Wilton Junior/ Estadão

Seedorf e Morientes elogiam Neymar e apontam evolução

'Questão de tempo para ficar mais forte ainda', analisa o holandês

MARCIO DOLZAN, Estadão Conteúdo

14 de abril de 2015 | 18h00

Principal jogador brasileiro na atualidade e uma das esperanças do Barcelona para a partida desta quarta-feira diante do Paris Saint-Germain, pelas quartas de final da Liga dos Campeões, o atacante Neymar pode evoluir ainda mais. Ao menos essa é a opinião dos ex-jogadores Clarence Seedorf e Fernando Morientes, que já conquistaram a principal competição de clubes da Europa defendendo o Real Madrid.

"Ele (Neymar) é muito jovem ainda, mas está indo muito bem. É um jogador que chegou à Europa num clube muito grande, o Barcelona, e fazendo o que está fazendo é um ótimo trabalho. A gente está muito feliz com o que ele está fazendo, e vai crescer mais, vai amadurecer", considerou Seedorf. "Ele teve uma evolução no seu jogo. Acho que é só uma questão de tempo para dar um pulo à frente e ficar mais forte ainda."

O ex-meio-campista - que encerrou a carreira no Botafogo no fim de 2013 e vive em Milão -, porém, avalia que Neymar ainda está abaixo do argentino Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, dupla que tem se revezado no título de melhor jogador do mundo desde 2008.

"Neste momento o Messi e o Cristiano Ronaldo são jogadores que têm um respeito internacional maior, porque estão há mais tempo fazendo o que estão fazendo - e é muita coisa. Jogar como eles estão fazendo é complicado para todo mundo. Mas o Neymar, no meu ponto de vista, está fazendo um bom trabalho", disse Seedorf.

Para Morientes, o craque brasileiro "é um grande jogador e muito importante para o momento da seleção brasileira". O ex-atacante, que comenta jogos para uma rádio de Madri, destacou que o time do técnico Dunga passa por uma renovação e que Neymar pode fazer a diferença.

Morientes ainda minimizou as constantes substituições do atacante brasileiro no Barcelona - que o levaram inclusive a demonstrar insatisfação com o técnico Luis Enrique no fim de semana. "É normal (a reclamação). Todos querem jogar, mas quem decide e quem sabe o que quer fazer é o treinador."

Ao lado dos também ex-jogadores Luis Garcia e Belletti, Seedorf e Morientes estiveram no Maracanã nesta terça-feira para participar de uma ação da Heineken, um dos patrocinadores da Uefa, durante a transmissão do jogo entre Atlético de Madrid e Real.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.