Jean-Christophe Bott/AP
Jean-Christophe Bott/AP

Seedorf é oficializado como técnico de Camarões e dirigirá seleção com Kluivert

Contratação dos dois holandeses já havia sido adiantada no último sábado pelo ministro do Esporte e Educação Física de Camarões

Estadão Conteúdo

06 Agosto 2018 | 13h17

A Federação Camaronense de Futebol (Fecafoot, na sigla em francês) anunciou oficialmente nesta segunda-feira a contratação de Clarence Seedorf como novo técnico de Camarões. O ex-jogador holandês assumirá o comando do time nacional e ainda terá o seu compatriota e ex-companheiro de seleção Patrick Kluivert como auxiliar.

+ Neymar vai em busca do tempo perdido em sua 2ª temporada no PSG

A contratação dos dois holandeses já havia sido adiantada no último sábado pelo ministro do Esporte e Educação Física de Camarões, Pierre Ismael Bidoung Mkpatt, em uma entrevista coletiva. E a entidade que comanda o futebol do país confirmou o acerto agora por meio de nota publicada em seu site, no qual disse ter fechado a vinda da dupla depois de "um rigoroso processo de seleção com candidatos da própria nação e do exterior".

Ambos com 42 anos de idade, Seedorf e Kluivert chegarão ao cargo com a missão de recolocar nos eixos a equipe que faturou o título da Copa de Nações Africanas em 2017, mas que fracassou na tentativa de se classificar para o Mundial da Rússia.

Nas Eliminatórias da África, Camarões acabou ficando atrás da Nigéria, que caiu na primeira fase da Copa encerrada no mês passado. O fracasso no qualificatório provocou a demissão do técnico belga Hugo Broos no final do ano passado, sendo que o camaronês Alexandre Belinga vinha ocupando o cargo de forma interina.

Com carreira gloriosa como jogador, Seedorf defendeu Ajax, Real Madrid, Milan e Botafogo, pelo qual se aposentou em 2014. Já como treinador o ex-meio-campista dirigiu apenas três clubes: Milan, em 2014; Shenzen (China), em 2016; e La Coruña, em 2018, quando não conseguiu evitar o rebaixamento do time à segunda divisão do Campeonato Espanhol. Já o ex-atacante Kluivert vinha desempenhando a função de diretor de futebol no Paris Saint-Germain.

E Camarões será a primeira seleção a ser dirigida por Seedorf, que terá como primeira principal missão defender o título da Copa Africana de Nações no próximo ano. Descendente de africanos, ele nasceu no Suriname, país da América do Sul, e também destacou o fato ao comentar a sua ida para seleção camaronense. "Chegou o momento de eu dar à África, continente dos meus antepassados, o que lhe devo", ressaltou, por meio de declaração divulgada nesta segunda-feira pela Fecafoot.

Kluivert, por sua vez, nasceu em Amsterdã, mas também é descendente de africanos e surinamês, possuindo dupla nacionalidade assim como ocorre com Seedorf. "Eles serão uma fonte de inspiração para nossos Leões Indomáveis, um símbolo da identidade de Camarões, um modelo para nossa juventude. As raízes africanas desses dois técnicos são para eles (jogadores da seleção) uma motivação adicional", afirmou a entidade que comanda o futebol camaronense.

O comunicado desta segunda-feira não informou o tempo de contrato firmado com os dois holandeses, mas destacou que a presença dos dois no comando traz "otimismo e comprometimento" visando a preparação para a Copa Africana de Nações de 2019.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.