Anderson Stevens/Divulgação
Anderson Stevens/Divulgação

Seedorf marca, Botafogo bate Fluminense e vira líder

Com público pequeno, equipe chegou aos 13 pontos, um a mais que o vice-líder Coritiba

TIAGO ROGERO, Agência Estado

07 de julho de 2013 | 20h56

RIO - Com gol e boa atuação do holandês Clarence Seedorf, o Botafogo venceu neste domingo o Fluminense por 1 a 0 e chegou à liderança do Campeonato Brasileiro, com 13 pontos, um a mais que o Coritiba. Sem o Engenhão (interditado) e o Maracanã (clubes ainda negociam contrato com o consórcio que ganhou a concessão do estádio), o primeiro clássico carioca do Brasileirão deste ano foi disputado na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE).

Os clubes esperavam também lucrar com o jogo, que teve público de menos de 10 mil pagantes. Botafogo e Fluminense combinaram dividir a renda, de R$ 368,5 mil. Os times puderam contar com os jogadores que disputaram a Copa das Confederações: Jefferson e Lodeiro (Uruguai), pelo Botafogo; Diego Cavalieri, Jean e Fred, pela equipe tricolor.

"São três pontos importantes, temos de acreditar e ter confiança de que podemos chegar longe", disse Seedorf, último jogador do Botafogo a deixar o campo. Ao dar entrevista na beira do gramado, o holandês vestia a camisa do Fluminense, com sua do Botafogo pendurada no ombro.

"Foi um jogo bom das duas equipes. Tentamos o melhor, mas jogamos muito pelo meio", disse o atacante Fred.

O JOGO - No primeiro tempo, o Fluminense foi um pouco melhor e obrigou Jefferson a fazer duas boas defesas. A primeira aos 11 minutos, após cabeceio de Rafael Sobis, a segunda aos 21, após chute de fora da área do lateral-direito Bruno. A única boa oportunidade do Botafogo foi aos 25, com Rafael Marques, que não aproveitou o bom cruzamento de Seedorf e, de canela, mandou para fora.

O segundo tempo estava mais equilibrado até Seedorf fazer a diferença. Antes do gol do holandês, aos 38 minutos, o Botafogo havia chegado perto com Vitinho, aos 9, e Lodeiro, aos 30, ambos em chutes de fora da área. O primeiro jogou para fora (passou muito perto), o segundo foi defendido por Cavalieri.

Aos 22, Rafael Sobis foi lançado e caiu após dividida com Jefferson. O juiz não marcou pênalti e os jogadores do Fluminense reclamaram muito.

Quando as duas equipes já não criavam tanto, Seedorf arriscou chute forte cruzado de fora da área; Cavalieri foi na bola, encostou nela, mas não conseguiu evitar o gol da vitória botafoguense. Aos 43, o estreante Elias, que entrou no segundo tempo, desperdiçou ótimo lançamento de Seedorf. Sozinho com Cavalieri, o atacante bateu para fora.

Aos 46, Seedorf foi substituído por André Bahia, para receber os aplausos da torcida botafoguense.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 1 X 0 FLUMINENSE

BOTAFOGO - Jefferson; Lucas, Bolívar, Dória e Júlio César; Marcelo Mattos, Gabriel, Lodeiro (Lucas Zen), Seedorf (André Bahia) e Vitinho (Elias); Rafael Marques. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Bruno, Digão, Gum e Carlinhos; Edinho, Jean e Wágner (Samuel); Rhayner (Biro Biro), Fred e Rafael Sobis (Deco). Técnico: Abel Braga.

GOLS - Seedorf, aos 38 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Dória, Marcelo Mattos e Gabriel (Botafogo); Rhayner e Edinho (Fluminense).

RENDA - R$ 368.550,00.

PÚBLICO - 9.669 pagantes.

LOCAL - Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoBotafogoFluminense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.