Divulgação
Divulgação

Seedorf pede pacto entre torcida e time do Botafogo

O Vitória, adversário do Alvinegro, faz boa campanha no Brasileirão e ocupa a sexta colocação

AE, Agência Estado

31 de julho de 2013 | 15h09

RIO - A partida contra o Vitória, nesta quinta-feira, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, será especial para o Botafogo. O time vai mandar o duelo no Maracanã e o experiente meia Clarence Seedorf cobrou um pacto entre os jogadores e a torcida para que a equipe se fortaleça e consiga lutar pelo título do Campeonato Brasileiro.

"É ter pacto, união forte mesmo. Sabemos que os torcedores acreditam no nosso trabalho, ninguém pode ignorar o que estamos fazendo. Nunca consegui ganhar nada sem o torcedor empolgado, vendo que está acontecendo algo especial. Quem vier jogar contra o Botafogo, tem que nos enfrentar e enfrentar a torcida. Vai dar suporte tecnicamente e moralmente para o time e, por consequência, para o clube também", lembrou.

O Botafogo sofreu um baque neste ano com a interdição do Engenhão, mas mesmo assim conseguiu conquistar o título do Campeonato Carioca e avançar às oitavas de final da Copa do Brasil. Já no Brasileirão, a equipe ocupa o terceiro lugar, com 17 pontos somados em nove partidas. Satisfeito com o momento do time, Seedorf espera que a torcida lote o Maracanã.

"Não só eu, todos do time essa semana conversamos muito sobre a relação com a torcida, que tem uma força importante e uma energia especial. Estamos com muita vontade de ver nossa torcida crescer, sonhar e acreditar no grupo, no trabalho que estamos fazendo. Precisamos sentir essa energia no estádio. É um convite para todo mundo, crianças e famílias. É um ano especial para o Botafogo. Finalmente, voltamos para o Rio, para uma grande casa e temos um jogo importante. Vamos precisar do 12º homem, como se diz no futebol. Nosso grupo está convidando mesmo a torcida. Com eles, vai ser mais fácil", pediu.

Adversário do Botafogo, o Vitória também faz boa campanha no Brasileirão, tanto que ocupa a sexta colocação, com 15 pontos. Seedorf, porém, diz que a principal preocupação para esta quinta tem que ser com o desempenho do próprio do time e não com o rival.

"Focar no adversário é tirar o foco do que eu devo fazer. Claro que nos preparamos conhecendo os pontos fortes do adversário, mas penso no nosso time e nas nossas jogadas. Temos um jogo para ter posse de bola e criar. O Botafogo, que está lutando para ganhar esse campeonato, não pode focar muito no adversário. Essa é a mentalidade de um time vencedor, que quer ganhar o campeonato. Estamos dez rodadas lá em cima, não é casualidade. Tem muito caminho pela frente, mas é hora de começar a sonhar, de verdade. Nosso grupo está mostrando que tem capacidade para chegar no final e ganhar esse campeonato. Estamos acreditando e mostrando todos os jogos que queremos", destacou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoBotafogoSeedorf

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.