Kacper Pempel/Reuters
Kacper Pempel/Reuters

Seis brasileiros têm chances de jogar a Copa por outras seleções

Portugal, Polônia, Espanha e Rússia são candidatas a convocar atletas naturalizados para a disputa do Mundial de 2018

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

02 de dezembro de 2017 | 17h00

A Copa do Mundo do próximo ano pode ter até seis jogadores nascidos no Brasil em campo por outras seleções. Todos saíram logo cedo do País e acabaram por optar por defender os países onde construíram uma carreira profissional mais duradoura. A tendência é o País ter representantes que foram exportados para as seleções da Rússia, Polônia, Espanha e Portugal. 

+ Sorteio faz Brasil percorrer 7 mil km na primeira fase

+ INFOGRÁFICO: Tabela da Copa do Mundo da Rússia

Entre os candidatos a jogar a Copa por seleções que adotaram, o zagueiro Thiago Cionek, de 31 anos, está bem cotado. Curitibano de nascimento, o defensor é bisneto de imigrantes poloneses e está presente nas convocações da equipe desde 2014.  "Joguei quatro anos no futebol da Polônia e quis me naturalizar mais pela questão cultural e familiar. Sempre vivi cercado pela cultura polonesa", afirmou ao Estado.

O jogador, que agora está no Palermo, da Itália, defendeu a Polônia na última Eurocopa e em seis partidas das Eliminatórias. "A torcida do time onde eu jogava (Jagiellonia Białystok) até fez abaixo assinado para agilizar e me apoiar no processo de documentação. Mas confesso que não esperava ter espaço na seleção", disse Cionek.

O zagueiro Pepe deve defender Portugal pela terceira vez em uma Copa. O veterano de 34 anos é presença praticamente certa na lista. 

O país-sede pode ter dois brasileiros no elenco. Há dez anos na Rússia, o goleiro Guilherme Marinato tem defendido a seleção desde 2015 e é reserva na posição. Quem começou a ter espaço neste ano e já foi titular é o lateral Mário Fernandes, do CSKA. Em 2014 ele jogou pelo Brasil em um amistoso contra o Japão.

A Espanha pode ter mais dois jogadores nascidos no Brasil. Os atacantes Rodrigo Moreno, do Valencia, e Diego Costa, do Atlético de Madrid, atuaram pela equipe nos últimos anos.

A possível lista de jogadores na Copa tem ainda dois nomes com cidadania brasileira. Filho do tetracampeão Mazinho, o meia Thiago Alcântara nasceu na Itália e joga pela Espanha. O zagueiro suíço Léo Lacroix tem mãe brasileira e deve ser adversário da seleção na Copa.

Brasileiros em Copas por outras seleções

Guarisi - 1934 (Itália)

Mazzola - 1962 (Itália)

Sormani - 1962 (Itália)

Alexandre Guimarães - 1990 (Costa Rica)

Wagner Lopes - 1998 (Japão)

Oliveira - 1998 (Bélgica)

Clayton - 1998 e 2002 (Tunísia)

Alex - 2002 e 2006 (Japão)

Sinha - 2006 (México)

Marcos Senna - 2006 (Espanha)

Francileudo Santos - 2006 (Tunísia)

Deco - 2006 e 2010 (Portugal)

Cacau - 2010 (Alemanha)

Túlio Tanaka - 2010 (Japão)

Benny Feilhaber - 2010 (EUA)

Liedson - 2010 (Portugal)

Pepe - 2010 e 2014 (Portugal)

Thiago Motta - 2014 (Itália)

Sammir - 2014 (Croácia)

Eduardo da Silva - 2014 (Croácia)

Diego Costa - 2014 (Espanha)

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.