Seleção ?acha? folga para jogadores

Todo mundo na seleção brasileira reclama da falta de tempo para preparar o time nos jogos das eliminatórias do Mundial de 2002. Por isso, parece falta de coerência a folga programada pela comissão técnica para o domingo. Após o treino da tarde de sábado, todos os jogadores estarão dispensados até as 22 horas do dia seguinte.Dessa forma, o técnico Luiz Felipe Scolari perde um dia de trabalho em Teresópolis, depois de uma semana bastante conturbada, com a contusão de alguns jogadores e a apresentação por etapas dos convocados para a partida contra o Uruguai, dia 1º, em Montevidéu.Nesta quarta-feira, com a presença de mais quatro jogadores na concentração da Granja Comary, Scolari preferiu deixar o local para conceder duas entrevistas em São Paulo. Comandou apenas o treino da parte da manhã e deixou as atividades da tarde sob responsabilidade do preparador físico Paulo Paixão.A promessa, não cumprida, da diretoria da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) era a de que o técnico da seleção teria 15 dias de treinos com a equipe antes de enfrentar os uruguaios, graças a um acordo da entidade com clubes nacionais e estrangeiros. Como mais uma vez a CBF fracassou, Scolari vai ter de esperar mais um pouco para ter os 22 convocados.Rivaldo, o último a se apresentar, deve chegar no sábado ao Brasil, mas estará dispensado até o fim da noite de domingo. Nesta quinta-feira, são aguardados na Granja Comary os jogadores da Roma, Cafu, Emerson e Antônio Carlos. Eles não foram liberados antes para que pudessem participar dos festejos do clube pela conquista do Campeonato Italiano. A equipe da capital do país estava há 18 anos sem ganhar a competição nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.