Seleção alemã vive crise interna e pode perder Klinsmann

Na reta final da preparação para a Copa do Mundo, da qual será o país sede, a Alemanha vive uma crise interna em sua seleção. E, segundo a imprensa alemã, corre até o risco de ficar sem o seu técnico, o ex-jogador Jürgen Klinsmann.A polêmica começou por causa do cargo de diretor esportivo da seleção. A Federação Alemã de Futebol quer o também ex-jogador Matthias Sammer na função, mas Klinsmann não aceita trabalhar com ele e já indicou Bernhard Peters, que é técnico de hóquei.Uma reunião dos dirigentes da Federação, na próxima quarta-feira, deve resolver o caso. Mas, segundo o jornal alemão Bild, existe até a possibilidade de Klinsmann deixar o comando da seleção se Sammer for mesmo contratado. O mais curioso é que Klinsmann e Sammer foram companheiros na seleção alemã que foi campeã da Eurocopa de 1996, mas acabaram virando desafetos públicos. Por isso mesmo, seria difícil imaginar os dois trabalhando juntos na Copa do Mundo. A Alemanha quer aproveitar o fato de jogar em casa para conquistar seu 4º título mundial. Sua estréia na Copa acontecerá no dia 9 de junho, contra a Costa Rica, em Munique.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.