Seleção brasileira: 30 anos sem Pelé

O futebol comemorou hoje mais uma data recordada com saudade: os 30 anos da última apresentação de Pelé pela seleção brasileira. A despedida foi em uma histórica partida contra a Iugoslávia. O jogo terminou 0 a 0, mas o Estádio do Maracanã viveu um de seus dias mais emocionantes. O maior jogador de todos os tempos, aos 30 anos, encerrava uma carreira vitoriosa de 14 anos e três títulos mundiais. O momento de maior emoção daquele jogo memorável foi a volta olímpica, durante a qual os gritos de "fica!"de um Maracanã lotado abafaram a execução da Valsa do Adeus nos alto-falantes. Antes mesmo do jogo, os companheiros de seleção já previam: não apareceria ninguém como Pelé. Depois daquela partida, a camisa 10 passaria a ser uma mística e o Brasil esperaria 23 anos para comemorar novamente o título de uma Copa do Mundo. O jogo também teve uma coincidência. Na preliminar, foi realizado um confronto entre os juvenis do Vasco e do Flamengo. O autor do gol da vitória rubro-negra por 1 a 0 nem imaginava, mas seria o melhor camisa 10 da seleção brasileira depois de Pelé: Zico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.